Diocese de Petrópolis já entregou mais de 11 mil cestas básicas as famílias carentes

O Bispo da Diocese de Petrópolis, Dom Gregório Paixão, OSB, anunciou durante reunião do Gabinete de Crise da Prefeitura da Petrópolis, os trabalhos realizados pela Igreja nos oito municípios que formam seu território, assistindo as famílias carentes. Durante a reunião, o bispo destacou a importância de todos os profissionais que estão na linha de frente de combate ao Covid-19.

Dom Gregório Paixão anunciou que o dinheiro doado pela Unicef, cerca de R$ 70 mil, para construção de uma quadra no Centro Educacional Terra Santa, com autorização da instituição será convertido em cestas básicas para atender as famílias dos alunos do Terra Santa. Além disto, o bispo contou que a Diocese, por meio das 47 paróquias, já distribuiu mais de 11 mil cestas básicas a famílias com necessidade.

Ele aproveitou para agradecer a todas as pessoas e empresas que doaram alimentos não perecíveis e material de limpeza e higiene que foram entregues as famílias com necessidade. O bispo fez um apelo para que as pessoas continuem doando, pois segundo ele, ainda há muitas pessoas passando necessidade e muitas que surgiram por causa da pandemia causada pelo Covid-19.

Outra iniciativa apresentada pelo bispo, neste caso no município de Petrópolis, é a parceria com a Prefeitura para atender as pessoas em situação de rua. A Diocese por meio de convênio destinou uma casa no Caxambu com capacidade para receber 120 pessoas e na segunda-feira, firma outro convênio quando será cedido uma casa no Retiro, o Cefas, para atender também a população em situação de rua.

Durante sua fala, na reunião do Gabinete de Crise em Petrópolis, Dom Gregório Paixão ressaltou a importância de cada um fazer a sua parte e de estarmos unidos para vencer o Covid-19. O bispo ressaltou mais uma vez a importância dos profissionais, lembrando que além dos médicos e enfermeiros, há muitos trabalhadores que estão colocando a vida em risco para atender a população nos mais diferentes serviços, seja público ou privado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *