Semana de formação humana e espiritual no Seminário Diocesano

“Nada proporciona melhor capacidade de superação e resistência aos problemas e dificuldades em geral do que a consciência de ter uma missão a cumprir na vida.” (Viktor Frankl).

Mantendo o compromisso de promover uma formação humana e espiritual dos jovens seminaristas, a direção do Seminário Diocesano Nossa Senhora do Amor Divino, promoveu entre os dias 13 e 17 de junho, uma semana de formação humana e espiritual. O reitor do Seminário Diocesano, Padre Luiz Henrique Veridiano destacou a importância dos encontros, chamando atenção para o conteúdo apresentado pelos conferencistas.

Para os seminaristas o conteúdo apresentado os ajudará na caminhada vocacional, rumo ao sacerdócio, pois este é o objetivo inicial de todos. Porém, afirmam que encontros como os realizados durante a semana de formação os ajuda a compreender a opção que estão fazendo e a viver plenamente cada dimensão vocacional. O seminarista Luan, que está no período do Propedêutico, destacou a palestra sobre como viver a entrega do celibato na vida sacerdotal.

“A semana de formação da dimensão humana em nosso Seminário foi, de toda, excelente. Desde a primeira palestra até a última com temas pertinentes e necessários à formação sacerdotal. Ajudaram-me especialmente a palestra sobre como viver a entrega do Celibato na vida sacerdotal, a exposição da Dra. Iamara sobre a dimensão espiritual do homem e do campo da vontade. De forma concreta, ajudou-me a fortalecer a vontade não fixá-la no ‘desejo’; no correto ordenamento na busca das virtudes, e não de uma só esquecendo das outras”, afirmou o seminarista Luan.

Para o seminarista José Victor todo conteúdo apresentado foi excelente e destacou entre os diversos pontos a apresentação sobre o conceito de pessoa na vida de um sacerdote e o conhecimento sobre a autotranscendência. Ele falou sobre a disponibilidade dos palestrantes para responder e ajudar os seminaristas no entendimento de cada ponto apresentado.  “A semana de formação foi excelente. As palestras das psicólogas sobre maturidade, sentido, autotranscendência e vontade me ajudaram a aprofundar o conhecimento e o entendimento acerca do conceito de pessoa. As palestras dos padres Antônio e Anderson me ajudaram a aprofundar esses conceitos de pessoa na vida de um sacerdote maduro, decidido, configurado a Cristo”, comentou José Victor.

Os conferencistas da semana de formação foram:

Heloísa Marinho, psicóloga e especialista em Logoterapia e análise Existencial. Abordou temas como a autotranscendência e a busca de sentido na vida da pessoa humana e como isso se relaciona dentro da formação sacerdotal para o desenvolvimento dos seminaristas e para a sua formação como futuros diretores de almas. Sandra Cristina, psicóloga e especialista em Logoterapia e análise Existencial que atua em nosso seminário há mais de vinte anos. Fez uma reflexão sobre as questões da fragilidade, da crise e do desgaste vocacional.

Pe. Antônio de Pádua, doutor em teologia Moral e professor do nosso Seminário. Falou aos seminaristas sobre a formação de uma afetividade sadia, parte fundamental da dimensão humana. Destacou o quanto ela é importante para o caminho formativo levando a compreensão de que a vivência da afetividade como algo ordenado para a vida virtuosa é o caminho para uma autêntica vida cristã e para a verdadeira configuração a Cristo.

Pe. Anderson, doutor em Teologia Moral e coordenador do curso de filosofia da UCP. Abordou em sua conferência a crise da maturidade, as causas relacionadas e seu reflexo na vida sacerdotal.

Iamara Porcelli, especialista em logoterapia e Análise Existencial, trabalhou a busca pelo sentido, o que é algo muito comum, pois ele é o responsável por nortear a nossa vida. Também foi ressaltado a importância da resiliência em nossas vidas, que é a capacidade que nós temos de nos colocar frente às dificuldades que a vida impõe.

 

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on print
Print