Comunhão, participação e missão foram temas do retiro dos diáconos permanentes

Entre os dias 26 e 28 de novembro, em Juiz de Fora, na casa de retiros Seminário da Floresta dos Redentoristas, aconteceu o retiro anual dos Diáconos Permanentes da Diocese de Petrópolis.

O retiro teve como pregador Dom Gilson Andrade da Silva, Bispo de Nova Iguaçu, que falou sobre o tema “Diáconos para o serviço da comunhão, da participação e da missão da Igreja”.

Na sua primeira colocação, Dom Gilson falou sobre a Importância do Retiro para a formação espiritual de todo cristão e muito mais para os consagrados.

Durante todo o segundo dia do retiro, Dom Gilson falou sobre temas fundamentais para formação e missão dos diáconos permanentes.

Na parte da manhã refletiu sobre a “Identidade do Diácono”. “Vocês precisam ser discípulos de Cristo, aprender com Ele, para que a vossa vida de Diácono seja um reflexo da vida de Cristo”, que segundo o bispo teve uma postura de diácono quando afirmou: “o Filho do Homem não veio para ser servido. Ele veio para servir” e como exemplo de servir, lavou os pés dos apóstolos.  (MT 20,28)

Na parte da tarde o bispo de Nova Iguaçu falou sobre o tema “A Espiritualidade Bíblica no ministério diaconal”. No domingo, Dom Gilson falou sobre a necessidade de sermos “Servidores da Igreja”. O retiro teve seu encerramento com a Santa Missa no domingo.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on print
Print