Paróquia Santa Teresa celebra sua padroeira e os 80 anos de sua criação

Dom Gregório Paixão, OSB, na missa solene de Santa Teresa D’Ávila

A Paróquia Santa Teresa D’Ávila, em Teresópolis, no dia 29 de dezembro, completa 80 anos de sua elevação de capela para a paróquia, pelo então bispo Dom José Pereira Alves, arcebispo de Niterói, em 1941. Devido a data cair entre as festas do Natal e Ano Nova, a comunidade paroquial vem aproveitando diversos momentos para celebrar o Jubileu paroquial e um dos momentos foi a festa de sua padroeira, no dia 15 de outubro, que teve seu ponto alto com a missa presidida pelo bispo diocesano, Dom Gregório Paixão, OSB.

Além de toda comemoração, desde o ano passado, o pároco de Santa Teresa, Padre Jorge Pacheco vem realizando, com apoio da comunidade diversas obras de recuperação e melhorias na Igreja dedicada a Santa Teresa. Ele disse que a festa da padroeira foi uma oportunidade para celebrar os 80 anos de sua elevação como paróquia e para isso contou com a presença de três bispos do Regional Leste 1 na novena de preparação para a festa.

Quer ver outras fotos clique na imagem

A novena foi aberta pelo bispo de Nova Iguaçu, Dom Gilson Andrade (dia 6) que tem fortes ligações com a Diocese de Petrópolis. A novena contou ainda com a presença de Dom José Ubiratan, OFM (dia 7), bispo de Itaguaí e Dom Luiz Henrique, (dia 13) bispo de Barra do Piraí. Também marcaram presença na novena, o vigário geral da Diocese e pároco de São José do Itamarati, Monsenhor José Maria Pereira (dia 8), Padre Ernande Nascimento (dia 9), pároco de São Pedro em Teresópolis, Padre Luiz Henrique Veridiano (dia 10), reitor do Seminário Diocesano, Padre Luiz Carlos Vitorino (dia 14), pároco de Nossa Senhora do Bom Sucesso em Venda Nova, Padre Carlos Henrique (dia 11), pároco de São Judas Tadeu em Teresópolis e Frei Honorato, OFM (dia 12). (clique no nome de cada um e tenha acesso ao vídeo da missa)

Além da presença destes sacerdotes e dos bispos, a festa contou com carreata e almoço da padroeira e muitos momentos de oração e confraternização. No dia da padroeira, a missa solene foi presidida por Dom Gregório Paixão que em sua homilia ressaltou a importância de Santa Teresa D’Ávila para Igreja e para o testemunho de Cristo. “Ela não teve uma vida muito fácil. Muito cedo perdeu sua mãe. Essa ausência causou nela a necessidade de buscar em uma outra mãe a resposta e o conselho necessário. Resultado, olhando para uma imagem de Nossa Senhora num determinado momento, no exemplo da Virgem Maria encontrou aquilo que ela precisava de conselho para, caminhando com sua família, encontrar aquilo mesmo que a Virgem encontrou. Aquele que a virgem, não apenas tomou para si, mas nos deu, como deu para toda a humanidade, Jesus Cristo”, contou o bispo diocesano.

Quer saber mais sobre a festa e a novena, clique aqui

No vídeo a missa celebrada por Dom Gregório Paixão, OSB

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.