Notícias, Sinodo › 14/09/2021

Conselho Pastoral Diocesano discute o que é sinodalidade

O Conselho Pastoral Diocesano (CPD) se reunião no dia 11 de setembro, no formato virtual, com a presença de mais de 70 conselheiros, quando foi apresentado a proposta do Sínodo 2021/2023 – Por uma igreja sinodal: comunhão, participação e missão, que será aberto pelo Papa Francisco em outubro. A apresentação ocorreu, pois na primeira fase do Sínodo, todas as dioceses terão que desenvolver diversas atividades para construir com o documento final de discussão do Sínodo em 2023.

A abertura da reunião foi realizada pelo bispo diocesano, Dom Gregório Paixão, OSB, que inicialmente agradeceu a participação de todos, falou sobre a pandemia que começa a ser vencida devido a campanha de vacinação, lembrando muitos fiéis diocesanos que perderam a vida devido a Covid-19. Ele falou sobre a realização do Sínodo 2021/2023, ressaltando a importância da participação de estudos e incentivando que busquem informações em sites confiáveis para evitar as notícias e informações falsas.

O coordenador Pastoral da Diocese, Padre Rodrigo Alberti, falou como a Igreja no Brasil, a partir da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) está se organizando para o Sínodo. Ele fez uma apresentação sobre os passos dados até o momento, convidando os membros do Conselho Pastoral a se informarem, a ler os documentos, assistir os vídeos produzidos pelo Vaticano e pela CNBB.

Padre Rodrigo Alberti manifestou sua preocupação com as notícias e informações falsas que circulam pela internet, lembrando que muito se falou sobre o Sínodo da Amazônia e ao final, todas as acusações e denúncias feitas não foram comprovadas. Dom Gregório Paixão ressaltou ainda que as pessoas que divulgaram notícias e informações falsas não vieram a público dizer que erraram e pedir desculpas.

Com objetivo de iniciar a formação dos conselheiros e introduzir todos no tema do Sínodo, Padre Anderson Machado Rodrigues Alves fez uma apresentação sobre “A sinodalidade na vida e na missão da Igreja”, documento da Comissão Teológica Internacional de 2018, aprovado pelo Papa Francisco. Na sua apresentação, Padre Anderson fez uma reflexão sobre os principais pontos do documento nos capítulos 1 e 2.

Como conclusão da sua apresentação, Padre Anderson Machado apresentou os seguintes pontos sobre o que é Sinodalidade: indica o povo de Deus peregrino na história em direção à pátria celeste; implica a comum dignidade e missão de todos os batizados no exercício dos diversos carismas e ministérios; supõe a vocação universal à santidade, a participação de todos os fiéis no ofício sacerdotal, profético e régio de Jesus Cristo; tem como seu modelo primordial: o Concílio de Jerusalém; supõe a fidelidade à doutrina apostólica, a celebração eucarística sob a guia do Bispo; o exercício ordenado dos diversos ministérios; o primado da comunhão no serviço para louvor e glória a Deus; a concepção sacramental da Igreja; a sacramentalidade do episcopado e a colegialidade dos bispos em comunhão hierárquica com o Papa.

Toda a apresentação do Padre Anderson você pode acompanhar no vídeo abaixo:

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.