Notícias › 05/06/2015

Católicos celebram Corpus Christi em Teresópolis

André Oliveira
Foto: Cristiano Mattos – Pascom

DSCF1859O feriado pelo dia de Corpus Christi foi celebrado em Teresópolis com uma grande Missa no Ginásio Pedrão. O evento foi presidido pelo bispo Dom Gregório Paixão, OSB, da Diocese de Petrópolis, e concelebrado por padres das dez paróquias da cidade. Religiosos e religiosas, leigos e consagrados juntaram-se a um a multidão de fiéis. O dia de Corpus Christi é uma festa da Igreja Católica, que comemora a instituição da Eucaristia e demonstra publicamente essa fé através da procissão e da tradicional decoração das ruas com tapetes de serragem, pó de café e sal.
Como em anos anteriores, a Missa Solene foi realizada no Ginásio Pedrão e foi celebrada pelo Bispo Dom Gregório. O vice-prefeito Marcio Catão representou o poder público, acompanhado pelos vereadores Maurício Lopes e Habib Tauk.
Em sua homilia, o Bispo lembrou que a adoração ao Corpo e Sangue de Jesus vem desde a Ressurreição de Jesus. “Sabemos que somente a fé nos faz abraçar esse grande mistério de fé da vida cristã. É preciso comungar pela fé. Nossa visão, paladar, olfato e tato nos dirão: ‘é pão e é vinho’. Mas, o único sentido que vai poder nos dizer a verdade daquilo que comungamos é a audição, não apenas ouvir as ondas sonoras, mas especialmente, ouvir pelo coração, onde ressoam as palavras de Jesus: ‘Todas as vezes que comungarem meu Corpo e meu Sangue, verdadeiramente participarão da vida divina… Isso é o meu Corpo, isso é o meu Sangue’. O apóstolo nos diz ainda que, ‘ao comungar o Corpo e o Sangue de Jesus, estamos verdadeiramente comungando o Verbo da vida”, ensinou.
O pastor do rebanho católico da região exortou os fiéis sobre a mesa que a comunidade escolhe para cear. “Em que mesa nós ceamos? Um cristão não pode se sentar à mesa da corrupção, comer o pão da malvadeza. Ao contrário, somos chamados à mesa onde está sentado o Senhor, que nos convida a comungar de seu Corpo e Sangue, fazendo opções seguras de vida, lutar contra toda espécie de morte, ter coragem e pregar e viver a verdade. Fazer opções puras para que todos tenham vida e a tenham em abundância”.
Após a celebração, os fiéis seguiram com a tradicional procissão do Santíssimo Sacramento pelas ruas do centro da cidade. Um grande Ostensório foi utilizado para expor Jesus Eucarístico. Um carro decorado com flores condizou a Peça Sacra.
Com apoio de uma grande equipe de agentes da Guarda Municipal, supervisionados pelo secretário Marco Antônio da Luz, o cortejo saiu do Ginásio e seguiu pela avenidas Feliciano Sodré e depois Lúcio Meira, cortando toda a Várzea até chegar no Parque Regadas. A procissão subiu a tradicional avenida em contramão, até a Delfim Moreira, seguindo também em sentido inverso até a Matriz de Santa Teresa, na Praça Baltazar da Silveira. Um belíssimo tapete decorativo recebeu os fiéis. Finalizando, o bispo Dom Gregório procedeu a benção do Santíssimo Sacramento, encerrando a celebração.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.