Notícias › 04/08/2016

Dom Gregório Paixão toma posse como membro do IHGB

04 08 2016 Dom Gregório toma posse no Instituto Geográfico

Clique na imagem e veja outras fotos

O Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) empossou como sócio honorário, na tarde de quarta-feira, o antropólogo e historiador Dom Gregório Paixão, OSB, Bispo da Diocese de Petrópolis. A cerimônia aconteceu no gabinete do presidente do IHGB,  Arno Wehling, que entregou a Dom Gregório o diploma e a medalha e em seguida, no plenário do Instituto, o Bispo de Petrópolis fez uma palestra sobre “A Catedral de Petrópolis: Santuário da Memória da Cidade Imperial”.

Em suas palavras de agradecimento pela posse como Sócio Honorário do Instituto, Dom Gregório Paixão falou da história de sua família, que sempre foi o motivo inspirador para que nunca desistisse diante das adversidades da vida. Ele falou sobre as histórias e experiências que sua mãe e seu pai contavam, sobre as dificuldades que viveram quando crianças e os antepassados deles, mas sempre deixaram claro que pelo amor e a educação era possível alcançar grandes conquistas.

O antropólogo e historiador disse que, tudo que conquistou é graças ao exemplo da família, ao esforço e dedicação dos pais e sobretudo, ao amor familiar que sempre esteve presente em sua família, “além é claro e principalmente a presença de Deus em nossas vidas”. Ele também manifestou sua alegria pela presença de muitos amigos, alguns que saíram de Petrópolis, como a presidente do Instituto Histórico de Petrópolis (IHP), Maria de Fátima Moraes Argon, para participar de seu posse e do Rio de Janeiro que estavam presente durante a palestra sobre a Catedral.

Mais uma vez, com grande entusiasmo e clareza, Dom Gregório Paixão apresentou a história da Catedral São Pedro de Alcântara, destacando entre os muitos fatos, a determinação do Imperador Dom Pedro II, quando da fundação da cidade que no processo de povoamento da Fazenda Córrego Sêco, deveria ser destinado um terreno para construção do Palácio Imperial e para construção da Igreja Matriz. O Bispo chamou atenção ainda para participação de algumas mulheres que, segundo ele foram fundamentais para construção da Catedral, como a Princesa Isabel.

Sempre lembrando que, além das autoridades e personalidades envolvidas na construção da Catedral, a participação do povo também foi fundamental, assim como de diversos padres e do primeiro Bispo da Diocese de Petrópolis, Dom Manoel Pedro da Cunha Cintra que concluiu a Catedral.

Além de Dom Gregório Paixão, a sócia honorária do Instituto, Maria Luiza Penna fez uma palestra sobre “João Camillo de Oliveira Torres: O homem interino e a monarquia”. Ela ressaltou diversos momentos da vida e pensamento dele.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.