Educar os filhos é em primeiro lugar dever da família, ou seja, do Pai e da Mãe. Essa é uma Lei Natural. Nenhuma força de Lei pode retirar da família o sagrado direito de educar os filhos.

Caros irmãos e irmãs, pensando e vendo a atuação situação educacional em nosso país elaboramos a terceira edição de nosso Simpósio com o tema: Educação dos filhos em casa e na escola.

Existem ensinamentos que são eternos.

Por mais que sejam banalizados pelas correntes ideológicas que pretendem afetar diretamente o sentido único da família, tais ensinamentos continuarão sendo verdades absolutas e inalienáveis. Educar os filhos é em primeiro lugar dever da família, ou seja, do Pai e da Mãe. Essa é uma Lei Natural.

Nenhuma força de Lei pode retirar da família o sagrado direito de educar os filhos.

Portanto, Pai e Mãe também devem ter clareza de tão bela Missão, de tão especial Vocação. Ao abrir mão do Sagrado e Legal direito de Educar, entrega os filhos à própria sorte e esses ficam a mercê de muitas forças malignas que hoje rondam a convivência social.

A Sagrada Escritura afirma:

“Os mandamentos que hoje te dou serão gravados no teu coração. Tu os inculcarás a teus filhos, e deles falarás, seja sentado em tua casa, seja andando pelo caminho, ao te deitares e ao te levantares. (Dt 6, 6-7)”.

É preciso reforçar os laços fraternos. Os laços afetivos construídos na convivência familiar tornam a vida mais bonita e mais esperançosa. Aprendemos a cuidar uns dos outros, dando importância às dores e às alegrias de cada um.

As dificuldades, quando vividas em família, são superadas pelo acalento, pela correção, pela união, pelo amor, pelo perdão e pela oração. Na família desenvolvemos o sentido de pertença que nos faz compreender que somos parte de um todo, somos comunidade. O pertencimento que protege e acolhe faz com que as propostas maléficas sejam afastadas.

Nesta edição daremos também um grande auxílio aos profissionais da educação, pois contamos com eles para auxiliar as famílias na formação intelectual de nossas crianças.

O evento é presencial e será realizado na Paróquia Nossa Senhora da Piedade em Magé, Quadra São João XIII. End.: R. Padre Anchieta, 256 – Centro, Magé – RJ.

No dia 21 de julho das 8h às 17h.

O custo será de R$ 20,00 que não inclui o valor do almoço.

O pagamento da inscrição poderá ser realizado por meio de depósito. A pessoa inscrita deverá apresentar o comprovante de depósito aos organizadores do evento para comprovação do pagamento.

Banco do Brasil (001) Agência Imperador (2885-1) Conta Poupança 28.830-6 Variação 51.

Como nos outros anos vamos oferecer o certificado de participação com apoio da UCP. Mas só receberá o certificado de participação a pessoa que realizar sua inscrição até o dia 6 de julho.

Você pode fazer a inscrição no Simpósio sobre Educação preenchendo a ficha abaixo ou clicando aqui.

Nos ajude na divulgação do III Simpósio sobre Educação!
Personalize a foto do seu perfil no Facebook. Acesse o link: https://www.facebook.com/profilepicframes . Busque o tema: III Simpósio sobre Educação. Somos gratos por sua contribuição!

Clique na imagem para baixar

Clique aqui e tenha acesso a outros materiais de divulgação

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC), como o nome indica, é o Estado Nacional normatizando a sociedade a partir da aprendizagem de seus cidadãos, tendo o sistema educativo como instrumento. Pela escola, define todas as instituições, principalmente a família, pois organiza da Educação Infantil ao Ensino Médio.

A BNCC estabelece “conhecimentos, competências e habilidades”, bem como “princípios éticos, políticos e estéticos, direcionando a educação brasileira para a formação humana integral e para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva”.

Através desta normatização, de termos que ressoam na nossa religiosidade e cultura, caminha-se em um currículo único imposto a todo o país, sem discussão com a população, e composto de conteúdos e valores segundo interesses que atentam à democracia e à legislação.

A BNCC propõe uma organização que fere o verdadeiro valor do homem, programando-o segundo regras de grupos, ideologias e segundo interesses da economia internacional. As diferenças culturais são abolidas e favorece-se a indiferença à Verdade (que é rechaçada).

A perspectiva exige que não só nos posicionemos como que esclareçamos aos demais sobre o que significa.

Para isso, faremos o Simpósio “Base Nacional Comum Curricular: o que é? Quais são as perspectivas? O que se pretende e o que Muda?”, com a participação dos professores Felipe Nery e Andreia Medrado, no dia 2 de setembro, das 8h às 17h, na paróquia de Santo Antônio Paquequer, Avenida Oliveira Botelho, 620 – Alto Teresópolis, 25961-148 – Teresópolis, RJ.

Será cobrado uma contribuição de R$ 10,00 para a manutenção do evento. O almoço não estará incluso na contribuição.

Clique na imagem para ampliar

IMG-20170801-WA0006