Na igreja há uma diversidade de ministérios – 1ª Epístola a Timóteo (3ª Parte)

Concluindo o capítulo segundo da Epístola a Timóteo, Dom Gregório Paixão, OSB, bispo da Diocese de Petrópolis, ao lado do jornalista Rogério Tosta, fala sobre a importância de orar pelas autoridades, mesmo reconhecendo que muitas vezes estas autoridades nos causam muitos sofrimentos. O bispo reafirma o que São Paulo fala na carta, de é que desejo de Deus que todos os homens e mulheres se salvem. Dom Gregório Paixão alerta que do versículo oitavo ao 15 é necessário ler sem preconceito, verificar o contexto histórico da época e buscar interpretá-lo nos dias atuais. Ressaltou que na Igreja há espaço para que todos e que foi a Igreja que primeiro deu espaço para que as mulheres pudessem atuar.

03:39 – Início da leitura da carta

04:50 – Dom Gregório Paixão fala sobre a importância da oração, ressaltando o que orienta São Paulo.

08:37 – O bispo ao ler o versículo segundo fala que devemos orar pelas autoridades, comentando que as vezes é difícil. “A função de uma autoridade não é colocar fogo na fornalha. Tem gente que apaga incêndio com extintor cheio de gasolina”.

12:50 – Deus quer que todos cheguem a verdade, cheguem a salvação. A meta é chegar ao Céu.

23:58 – Início da leitura a partir do versículo nono ao 15.

25:00 – Dom Gregório fala sobre a importância, ressaltando que estes versículos precisam ser entendidos conforme contexto histórico e trazê-los para nossos dias.

35:05 – Leitura do capítulo terceiro versículo primeiro ao sétimo

36:22 – O bispo explica o que São Paulo quer dizer e orientar aqueles que desejam exercer o ministério sacerdotal.

41:20 – Dom Gregório Paixão responde ao questionamento sobre os padres serem celibatários e não poderem casar, já que no início aqueles que se dedicaram ao evangelho eram homens casados.

42:41 – Jesus disse que há pessoas que se fizeram eunucos por amor do reino dos céus (Mt 19,12) e São Paulo afirma ainda que o solteiro cuide das coisas do Senhor (1Cor 7,32)

47:22 – Rogerio fala que não consegue ver como um padre pode cuidar da família e ao mesmo tempo da Igreja se ambos exigem dedicação total.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.