Fábula 20ª – A riqueza, o êxito e o amor

A riqueza, o êxito e o amor

Uma senhora costumava regar, todas as manhãs, a grama do jardim que ficava diante de sua casa.
Numa manhã de domingo, apareceu diante do seu portão três homens: o primeiro parecia ser muito rico, o segundo aparentava ser um empresário bem sucedido e o terceiro parecia ser um homem muito bom.
Admirada por ver tão nobres pessoas, a mulher convidou-lhes para ingressarem em sua casa.
Eles, porém, perguntaram-lhe:
– O seu esposo está?
– Não! Respondeu a mulher.
– Estão esperaremos aqui até a hora de sua chegada.
Horas depois o esposo chegou junto com a filha de apenas 7 anos, entrando pelo portão dos fundos. A mulher, então, contou a seu marido sobre os homens que estavam na porta de entrada da casa.
– Diga que entrem, pois faço questão de recebê-los (disse o marido).
Indo até os três homens a mulher os convidou para entrar na casa.
O primeiro homem, porém, foi logo dizendo:
– Não podemos entrar os três juntos, senão um de cada vez?
– Por que? Questionou a mulher.
– Porque temos tesouros distintos: eu me chamo RIQUEZA, o meu amigo aqui se chama ÊXITO e aquele outro amigo se chama AMOR.
Vá lá dentro e decida com o seu marido qual de nós três vocês desejam que entre em sua casa.
A mulher foi até o marido e narrou o que disseram os homens.
Ele, então foi logo decidindo:
– Vamos convidar a RIQUEZA, para não termos mais preocupação em nossa vida.
A mulher discordou, achando que deviam convidar o ÊXITO.
Como não concordavam entre si, marido e mulher começaram a brigar.
A filha do casal, ouvindo a discussão dos pais, resolveu dá, também, o seu palpite.
– Acho que devemos convidar o AMOR para que entre, pois assim seremos sempre felizes.
Marido e esposa concordaram com a filha, e foram até à porta convidar o AMOR.
O AMOR foi entrando na casa, mas, para surpresa da mulher e do marido, a RIQUEZA e o ÊXITO também começaram a entrar.
– Ué! – exclamou a mulher – vocês não disseram que só um podia entrar?
Um deles respondeu:
– O amor, que estava na frente, respondeu:
– Minha senhora, se vocês tivessem escolhido a RIQUEZA, somente ela entraria em sua casa.
Se vocês tivessem escolhido o êxito, somente ele entraria em sua casa.
Porém, como vocês escolheram o AMOR, todos os dons e graças caminham com ele.

Moral da História:
A nossa felicidade depende mais do que temos nas nossas cabeças, do que nos nossos bolsos.
E como nos afirmou o Apóstolo Paulo na Primeira Epístola aos Corintos, no seu capítulo 13,3-8,
“O amor é paciente, é prestativo, não é invejoso, não se enche de orgulho. O amor jamais acabará”
Deus te abençoe!

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.