Fábula 18ª – O silencio completo

O silêncio completo

Quatro monges decidiram meditar em silêncio completo sem falar por duas semanas. Para isso foram para um mosteiro isolado, que não tinha sequer luz elétrica.
Na noite do primeiro dia, a vela que iluminava a capela começou a falhar
e, pouco depois, apagou-se.
O primeiro monge exclamou:
“Oh, não! A vela apagou!”
O segundo comentou:
“Mas não tínhamos que ficar em silêncio completo?”
O terceiro reclamou:
“Por que vocês dois quebraram o silêncio?”
Finalmente o quarto afirmou, todo orgulhoso:
“Ah rá! Eu sou o único que não falou!”

MORAL DA HISTÓRIA:

“Uma palavra só deve ser dita quando o seu valor for maior do que o valor do silêncio”. Porque falar é prata, Mas calar é ouro.
E como afirma o Salmo 34, versículo 14: “Guarde a sua língua do maldade;
e os seus lábios de palavras mentirosas.
Deus te abençoe!

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.