Diocese, Notícias › 10/09/2018

Vida pede Independência celebra missa na Câmara Municipal de Petrópolis

07 09 2018 Vida pede independênciaA Câmara Municipal de Petrópolis recebeu no dia 7 de setembro, a sexta edição da Vida pede Independência, com a celebração da missa e adoração, presidida pelo diretor espiritual da Comunidade Jesus Menino, Padre Reginaldo Pereira Pinto. O presidente da Câmara, vereador Roni Medeiros e a presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Vida, vereadora Gilda Beatriz estiveram presentes, assim como membros e filhos da Jesus Menino e fiéis de várias paróquias.

O fundador da Comunidade Jesus Menino e idealizar da Vida pede Independência, Tônio ressaltou a importância do evento para todo o movimento em defesa da vida. Ele destacou ainda que “nestes seis anos da Vida pede Independência, realizado na Câmara Municipal, não foram aprovados nenhuma lei contra a vida em Petrópolis. Esta é à força da oração e da presença de Deus nesta casa responsável por fazer as leis”.

Tônio agradeceu o apoio da Câmara Municipal para realização do evento, destacando que desde o primeiro momento a proposta foi bem aceita pelos vereadores. “É importante destacar que nossa presença e participação garantiram a reprovação da ideologia de gênero na Educação, no Plano Municipal da Educação e outras ações, pois é fundamental que respeitemos a vida em todos os seus momentos”.

O presidente da Câmara falou da importância do evento, destacando que o Legislativo sempre está de portas abertas para manifestações que promovam a paz e defenda o direito a vida. Roni Medeiros frisou que “enquanto eu for presidente a Vida pede Independência vai acontecer na Câmara e acredito que este é o pensamento dos demais vereadores, pois a presença de Deus é importante”.

Padre Reginaldo Pereira ressaltou a importância da defesa da vida em todos os momentos, “seguindo a vida que nos deu a vida, Jesus Cristo. Deus nos deu uma grande oportunidade. Ao vir ao mundo, assumindo uma condição humana para nos dá a vida nos devolve a graça. Jesus desde seu nascimento sofreu muitos atentados, sendo o primeiro deles quando Herodes mandou matar todos os primogênitos”. Padre Reginaldo afirma que a Igreja defende a vida de todos aqueles que não têm condições de fazer sozinhos, como as crianças no útero da mãe e também de idosos e crianças em risco social.

Após a missa aconteceu à adoração ao Santíssimo Sacramento, com a benção do prédio da Câmara, incluindo o gabinete do presidente e de todos os vereadores. O Ministério de Música Colo de Mãe animou a missa e conduziu a música durante a adoração. Os filhos da Comunidade Jesus Menino, Alex e Felipe cantaram uma música onde pede que o aborto não seja aprovado no Brasil. Também foi apresentado o trabalho de um grupo que acolhe as mulheres que pensam em fazer o aborto, com objetivo de convencê-las a não fazer.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.