Diocese, Notícias › 27/08/2018

Santidade, maturidade e testemunho temas centrais do Congresso Diocesano de Catequese

27 08 2018 Congresso Diocesano de Catequese

Clique na imagem e veja outras fotos

O Congresso Diocesano da Catequese reuniu mais de 650 catequistas, no Colégio São Paulo, em Teresópolis, quando foi refletido o tema “A santidade é o rosto mais belo da Igreja”, frase do Papa Francisco. O assessor diocesano da Catequese, Padre Carlos Magno manifestou sua alegria ao final da Missa de encerramento, presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Gregório Paixão (OSB), pedindo a colaboração de todos para que a Catequese na Diocese de Petrópolis continue a dar frutos, principalmente com o testemunho dos catequistas.

Durante todo o dia os catequistas tiveram a oportunidade de ouvir palestras voltadas para formação pessoal e para o trabalho pastoral. Sérgio Souza, catequista de Cantagalo e editor do blog “O Camponês” falou sobre “Catequese: encontro com uma pessoa”. Em sua palestra ele frisou que catequese não é aula, mais um testemunho de vida que vai ao encontro do catequisando, lembrando que o mais importante é o testemunho.

Sergio Souza afirmou para os catequistas que falar sobre Jesus Cristo é fácil, mas testemunhar é a missão de todos e para quem vive no mundo, no seu ambiente de trabalho é um desafio a cada dia. “O leigo é o protagonista da nova evangelização, por que está no mundo. Nós somos chamados a transmitir o encontro que tivemos com Jesus Cristo, passar esta experiência de mergulhar no mistério de Cristo. O catequista não é um transmissor de conteúdo, mas da sua experiência com Jesus”.

O psicólogo Italo Marsili falou sobre “Catequese: Caminho de Maturidade”. Ele apontou um único caminho para que todos possam alcançar a maturidade, iniciando pela experiência de não reclamar, mas viver na realidade que Deus lhe deu. Para o caminho da maturidade, entre outras situações, o psicólogo frisou que é preciso viver a oração, esmola e jejum e explicou o sentido de cada um deles para maturidade pessoal e de fé.

Os catequistas ainda participaram de duas oficinas, sendo que uma destinada àqueles que trabalham com Crisma e outra aos que atuam com a catequese infantil. Na oficina para Crisma, as palestras foram com Alexandre Varela, editor do site “O Catequista”, que falou sobre a “Catequese: anunciar a verdade”.

Beatriz Leal, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Raiz da Serra, que falou sobre “Catequese: Escola de serviço e missão”, fazendo um relato sobre o trabalho com estágio pastoral para os catequisandos da crisma. A oficina sobre catequese infantil foi com o psicólogo Italo Marsili.

A última palestra do Congresso Diocese de Catequese foi com o Padre Carlos Magno, assessor diocesano da Catequese. Ele falou sobre “Catequese: escola de santidade” e apresentou aos catequistas alguns subsídios (livros) que podem ajudar na formação pessoal e para ajudar no testemunho junto aos catequisandos. Uma das propostas do Padre Carlos Magno é que se comece pela humildade, frisando que, “quando somos questionados e não sabemos a resposta devemos buscar quem pode nos ajudar”. Ele ressaltou ainda que todos devem buscar a santidade, pois é algo possível para todos.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.