Plano

Clique na imagem para acessar em arquivo PDF

DIRETRIZES PASTORAIS PARA A
AÇÃO EVANGELIZADORA
DA DIOCESE DE PETRÓPOLIS
(2019-2023)

Estamos em tempo de missão e isso exige “uma Igreja em saída”. Precisamos criar uma mentalidade diocesana missionária, para cumprir o mandato de Jesus:

“Ide por todo o mundo; pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc 16,15).

Essa tarefa missionária deve ser cumprida permanentemente, e não somente em alguns momentos da vida eclesial. Todas as nossas paróquias, comunidades, pastorais, movimentos, congregações e institutos precisam se tornar verdadeiramente missionários, assumindo o seu papel profético diante dos povos.

Assim pensando, unamo-nos para a plena realização das Diretrizes Pastorais, que realizaremos espírito de fé e profunda.

1 – Promoveremos, em todos os ambientes eclesiásticos, uma verdadeira acolhida a todas as pessoas, para, somente depois, ajudá-las a encontrar o seu espaço no ambiente eclesial;

2 – Desempenharemos nossa missão em todos os espaços da sociedade, com maior atuação no ambiente familiar, no trabalho, nas escolas, nos hospitais, nas universidades, nos orfanatos, nos presídios, s ruas, etc;

3 – Criaremos espaço de diálogo com as famílias e com os jovens, por meio de atividades católicas que lhes sejam santificantes e atraentes, gerando um maior engajamento de todos nas atividades pastorais, litúrgicas e sociais da Igreja;

4 – Potencializaremos, em todas as paróquias, grupos de crianças, adolescentes e jovens, observando as necessidades formativas de cada grupo, aproveitando as experiências do Setor Juventude diocesano, e desenvolveremos novos métodos catequéticos que respondam às necessidades dos catequizandos, impregnando-os do amor a Jesus Cristo, no conhecimento de sua Palavra e na prática litúrgica e comunitária, em seus ambientes de vida;

5 – Desenvolveremos, ainda mais, as Pastorais Sociais e as campanhas em favor dos menos favorecidos;

6 – Implantaremos Pequenas Comunidades Missionárias em todos os ambientes da sociedade (nos bairros, quarteirões, casas, condomínios, empresas, dentre outros), centrando-nos na leitura, estudo e prática da Palavra de Deus e da doutrina da Igreja, assumindo os subsídios fornecidos pelo Conselho Missionário Diocesano (Comidi);

7 – Apoiaremos os Conselhos Missionários Paroquiais (Comipa), com o objetivo de criar uma mentalidade missionária em todas as pastorais e movimentos, que atuarão permanentemente junto às comunidades;

8 – Valorizaremos os meios de comunicação de massa e as redes sociais, pois constituem uma grande ferramenta para a difusão do Evangelho. Ali exerceremos nossa missão num diálogo respeitoso e profícuo, expondo as verdades da fé, potencializando a Pastoral da Comunicação;

9 – Otimizaremos as expressões populares da fé, promovendo uma equilibrada piedade popular, dando ênfase à devoção a Nossa Senhora do Amor Divino, padroeira de nossa Diocese, como modelo de vida cristã e de missionariedade;

10 – Incentivaremos o ingresso de jovens no Seminário Diocesano, na vida religiosa, nas novas comunidades e na vida consagrada, por meio de uma eficaz Pastoral Vocacional, apoiando as equipes vocacionais paroquiais;

11 – Manteremos nossa luta em favor da vida e formaremos os leigos para o eficaz combate às ideologias que visam destruir a família, legalizar o aborto, as drogas, dentre outros;

12 – Caberá aos sacerdotes, diáconos, religiosos, consagrados e agentes das pastorais incentivar as missões diocesanas, pastoreando o povo de Deus que lhes foi confiado, colaborando, também, no envio de missionários para as missões interparoquiais e ad gentes.

No espaço de cinco anos nossas palavras chaves serão:

(1) Acolhimento
(2) Oração e Caridade
(3) Leitura Assídua da Bíblia
(4) Prática Litúrgica
(5) Igreja em Saída
(6) Implantação das Pequenas Comunidades Missionárias
(7) Catequese Renovada.

Dom Gregório Paixão, OSB
Bispo Diocesano