Artigos, Notícias › 24/10/2017

Outubro: mês das missões 2017 – Valéria Belmino

O ser humano é uma tarefa inacabada, por isso estamos sempre em missão. Missionário é quem vai além das próprias vizinhanças, muitas vezes seguindo por uma estrada solitária, sem saber onde irá comer, dormir ou encontrar um conhecido. O missionário atende às necessidades da vida em detrimento do empenho em gozar a vida.

Mas, atender a imposição dos caprichos de gente mentirosa, invejosa e violenta é o mesmo que ser cúmplice da maldade, e não da pregação de Jesus missionário. Claro, que é mais fácil fofocar, humilhar, difamar e se mostrar insensível ao outro, do que conduzi-lo à correção dos próprios erros; dá trabalho. E o preguiçoso não gosta de trabalhar. VAI, e corrige o teu irmão de maneira fraterna.

Há os que querem corrigir na marra. Só que abuso de poder e de autoridade é crime previsto pela Lei 4898/65. Roubo de dignidade por ciúmes descabidos e/ou inveja é crime previsto pela Lei de Deus. Esta correção equivocada, muitas vezes ocorre, porque o ser humano é o único ser vivo dotado da capacidade de compreender tudo errado! Convenientemente prefere entender de maneira lucrativa.

Segundo o Documento de Aparecida, relações humanas não podem ser objetos de consumo (DA 44-46). Pois onde está a ética nas relações, onde está o respeito pela vulnerabilidade do desvalido? Por acaso o ser humano virou objeto de lucro (DA 47)? É preciso tomar cuidado com as vias equivocadas (DA 49). Para dar resposta à busca mais profunda do significado da vida é preciso que a ideologia dominante fracasse, e que o negligenciado seja valorizado (DA 52).

Com toda certeza os especialistas em Missões escreveriam mais acertadamente e mais convincentemente acerca do assunto. Mas, posso me lembrar claramente de Francisco Orofino, nas palestras para os Círculos Bíblicos em Valença, dizendo que religião é coisa para gente grande. A maturidade urge como necessidade básica a quem pretende levar a palavra de Deus. Não sejamos  infantes imaturos, querendo que nossa vontade seja atendida em detrimento da dignidade alheia, ou batendo o pé feito crianças mimadas. Religião é coisa de gente grande!

Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos (Lc10,3). E não foram só os doze, os enviados, mas todos os que receberam o dom e resolveram pô-lo em prática.

Referências
VIDA PASTORAL, revista n 317. Editora Paulus, 2017.
BÍBLIA SAGRADA. Edições CNBB
DOCUMENTO DE APARECIDA

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.