Artigos, Lectio Divina › 21/08/2018

Obedece aos mandamentos

Ezequiel 24, 15-24, o Senhor em visão pediu ao profeta para  perder o encanto de seus olhos sem chorar. Turbante na cabeça, barba à vista, calça sandálias sem comer pão como em luto. Sua esposa morreu. Assim vai acontecer com o santuário e com seu povo.

Pelas imagens do profeta, o Senhor queria que povo entendesse o que iria acontecer depois.

Ao seguir as leis naturais e a experiência da vida humana percebemos o mal que nos causa quando procurando mais satisfazer o que nos agrada, não seguimos as orientações do Senhor, que organizou nossa vida com sabedoria.

Reduzir o que somos e fazemos só seguindo o que enxergamos em nossa frente e ao nosso lado, é diminuir nossa capacidade de entender como se realiza a nossa vida.

Poder olhar para o alto, para o lado, para a frente conhecendo o desenrolar da vida, aumenta nossa capacidade de conhecer melhor como conduzir nossa existência.

Na educação, por exemplo, ser mais bem orientados para entender as etapas da vida do filho bebê, criança, adolescente, jovem e adulto, aprender caminhos seguros e mais certos pode ajudar e muito o desenvolvimento da personalidade dele e a necessidade de saber conviver com as pessoas.

Olhar o passado que já vivemos, conhecer o presente em que estamos, ajuda, mas ainda é pouco para visualizar o futuro que nos aguarda. A educação e a religião ajudam pela experiência de muitas pessoas como preparar-nos melhor para o nosso futuro.

Em Mateus 19,16-22, um jovem pergunta a Jesus o que fazer para possuir a vida eterna. Jesus:”obedece aos mandamentos.” O jovem disse:”quais?” E Jesus lembra os mandamentos conhecidos. E o jovem: “tenho seguido isso sempre.” Jesus: “Então venda o que tem, dá aos pobres e vem seguir-me.” O jovem foi embora triste, era muito rico.

Vida eterna é a meta final de todo o ser humano. É poder estar com Deus para sempre. Depois da experiência na terra em que sentimos o valor do amor pelo qual nos relacionamos com as pessoas, vamos entender a razão e a finalidade de nosso viver.

Nós nos sentiremos muito felizes porque amaremos a quem é nosso Pai e amigo. Será um amor fiel. Que vai me manter para sempre feliz comigo, na companhia de Deus e de todas as pessoas.

O preço da entrada no céu é minha vida na terra.

Hoje no evangelho dois caminhos são apresentados: seguir os mandamentos de Deus e ser desprendidos dos bens deste mundo.

Pela razão e consciência podemos buscar os caminhos que nos unem a Deus e aos irmãos. Com a vinda de Jesus suas graças, luzes, presença são nossa força para perseverar no caminho do bem e da verdade.

Seguir Jesus é caminho de sacrifício, sofrimento, de deixar de lado nossos desejos e sonhos. Foi isso que influenciou a mente e o coração do jovem chamado por Jesus.  Olhar a crucificação sem a ressurreição é mostrar caminho errado de seguir Jesus.

A alegria, felicidade, perseverança dos apóstolos e santos, mostram a resposta de Deus a quem segue Jesus sinceramente.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.