Liturgia diária › 09/12/2019

Ano A (Par) – 2ª feira da 2ª Semana do Advento – Evangelho – Lc 5,17-26

Ofício do dia de semana do TAdv. Missa pr. com 2ª Coleta: Pf do Advento I

Liturgia das Horas
Laudes (manhã) – Vésperas (tarde) – Completas (Noite)

Leituras

1ª Leitura – Is 35,1-10

1Alegre-se a terra que era deserta e intransitável,
exulte a solidão e floresça como um lírio.
2Germine e exulte
de alegria e louvores.
Foi-lhe dada a glória do Líbano,
o esplendor do Carmelo e de Saron;
seus habitantes verão a glória do Senhor,
a majestade do nosso Deus.
3Fortalecei as mãos enfraquecidas
e firmai os joelhos debilitados.
4Dizei às pessoas deprimidas:
‘Criai ânimo, não tenhais medo!
Vede, é vosso Deus,
é a vingança que vem, é a recompensa de Deus;
é ele que vem para vos salvar’.
5Então se abrirão os olhos dos cegos
e se descerrarão os ouvidos dos surdos.
6O coxo saltará como um cervo
e se desatará a língua dos mudos,
assim como brotarão águas no deserto
e jorrarão torrentes no ermo.
7A terra árida se transformará em lago,
e a região sedenta, em fontes d’água;
nas cavernas onde viviam dragões
crescerá o caniço e o junco.
8Ali haverá uma vereda e um caminho;
o caminho se chamará estrada santa:
por ela não passará o impuro;
mas será uma estrada reta
em que até os débeis não se perderão.
9Ali não existem leões,
não andam por ela animais de predadores,
nem mesmo aparecem lá;
os que forem libertados, poderão percorrê-la,
10os que o Senhor salvou, voltarão para casa.
Eles virão a Sião cantando louvores,
com infinita alegria brilhando em seus rostos:
cheios de gozo e contentamento,
não mais conhecerão a dor e o pranto.
Palavra do Senhor.

Salmo – Sl 84 (85),9ab-10. 11-12. 13-14 (R. Is 35,4d)

R. Eis que vem o nosso Deus! Ele vem para salvar.

9aQuero ouvir o que o Senhor irá falar:*
é a paz que ele vai anunciar;
9ba paz para o seu povo e seus amigos,*
para os que voltam ao Senhor seu coração.
10Está perto a salvação dos que o temem,*
e a glória habitará em nossa terra.R.

11A verdade e o amor se encontrarão,*
a justiça e a paz se abraçarão;
12da terra brotará a fidelidade,*
e a justiça olhará dos altos céus.R.

13O Senhor nos dará tudo o que é bom,*
e a nossa terra nos dará suas colheitas;
14a justiça andará na sua frente*
e a salvação há de seguir os passos seus.R.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 5,17-26

17Um dia Jesus estava ensinando.
É sua volta estavam sentados fariseus e doutores da Lei,
vindos de todas as aldeias
da Galiléia, da Judéia e de Jerusalém.
E a virtude do Senhor o levava a curar.
18Uns homens traziam um paralítico num leito
e procuravam fazê-lo entrar para apresentá-lo.
19Mas, nóo achando por onde introduzi-lo,
devido à multidão, subiram ao telhado
e por entre as telhas o desceram com o leito
no meio da assembléia diante de Jesus.
20Vendo-lhes a fé, ele disse:
Homem, teus pecados estão perdoados.
21Os escribas e fariseus começaram a murmurar, dizendo:
Quem é este que assim blasfema?
Quem pode perdoar os pecados senão Deus?
22Conhecendo-lhes os pensamentos, Jesus respondeu, dizendo:
‘Por que murmurais em vossos corações?
23O que é mais fácil dizer:
‘teus pecados estão perdoados’,
ou dizer: ‘levanta-te e anda’?
24Pois, para que saibais que o Filho do homem
tem na terra poder de perdoar os pecados
– disse ao paralítico – eu te digo:
levanta-te, pega o leito e vai para casa’.
25Imediatamente, diante deles, ele se levantou,
tomou o leito e foi para casa, louvando a Deus.
26Todos ficaram fora de si, glorificavam a Deus
e cheios de temor diziam:
‘Hoje vimos coisas maravilhosas!’
Palavra da Salvação.

Comentário Monsenhor Paulo Daher (1931/2019)

Em Isaías, 35, 1-10,a alegria se manifesta na vida da terra, pelas flores, pela animação das pessoas. Os cegos enxergarão, os coxos andarão, os mudos falarão e a águas jorrarão nos lugares desertos. Os animais selvagens se tornarão mansos. Os que forem salvos voltarão cantando louvores, a alegria brilhará em seus rostos, esquecerão toda a dor.

Muitos sinais mostrarão que o Salvador está para vir ou já veio. A influência de sua presença é grande, irá transformar a vida das pessoas e até da natureza, dos animais. A alegria do canto de músicas vaser sentida.

A Palavra de Deus em muitos momentos mostra o que acontece quando o Senhor se manifesta presente em nossa vida. Isto sempre.

Quando se diz que o ser humano é a voz de todas as criaturas, não é só no sentido de por poder falar e expressar o louvor de todo o ser criado para com seu Criador. É também, porque quando o ser humano, criado à imagem e semelhança de Deus, o que ele toca com amor e sensibilidade quase chega a ser de novo, a mão do Criador tudo transformando.

Sentimos esse toque divino por exemplo na música, em melodias que elevam nosso espírito até Deus, como se o próprio Deus estivesse cantando para nós. O mesmo acontece com um quadro de um artistaque traduz em formas e cores a realidade de vivemos, sejam pessoas seja a própria natureza.

Mesmo em muitos momentos, nós podemos interpretar a reação da natureza por meio dos fenômenos que acontece. O trovão que ribomba nos céus, a chuva impetuosa que desce sobre a terra, um incêndiocom seu fogo devorador. Um povo primitivo se calava respeitoso diante desses fenômenos como a voz de um deus.  E mesmo o homem moderno.

Lembro-me de numa viagem pelos Andes, durante a travessia de um lago, surgiu uma tempestade tão violenta, que o barco parecia uma casca de noz subindo e descendo ao sabor das ondas impetuosas. Até aquele momento eu não percebera nenhum sinal de religiosidade nas pessoas. Diante do perigo inevitável do naufrágio, todos rezavam, apavorados.

A profecia de Isaías que fala de coisas espantosas que aconteceriam com a chegada do Salvador, pode se aplicar também a qualquer tempo e momento de nossa vida, quando damos lugar a que o Senhor esteja presente como Pai e amigo. Tudo se transforma…

Em Lucas, 5,17-26, Jesus está cercado por uma multidão que vem ouvi-lo. Trouxeram um paralítico em sua maca e o introduziram pelo teto. E Jesus perdoou seus pecados. Osfariseus reclamaram da blasfêmia. Jesus os desafia: eu posso perdoar os pecados e mais. Disse ao paralítico, levanta-te. E o curou. Todos glorificavam a Deus.

Admiramos a paciência de Cristo com os fariseus. Nem diante de milagres eles acreditam em Jesus.

A resposta de Jesus a eles é sempre com milagres. Seria como queduvidássemos que alguém pudesse levantar um objeto de cem quilos. E ele mostraria que podia, levantando de fato o peso. Ou como aconteceu com um jovem que ao ver um acidente de carro, parou o seu veículo e foi socorrer a pessoa ferida. Como estava só de blusa e bermuda, as pessoas lhe disseram que esperasse chegar a ambulância. Ele disse: eu sou médico. Olharam para ele espantados. Quando chegou a ambulância, o jovem médico explicou o que viu e o procedimento que fizera. E foi a salvação da pessoa acidentada.

Acreditar,pede uma razão forte, principalmente diante de um fato fora do comum. Aconteceu muitas vezes com Jesus e os fariseus sempre o criticavam. Mas isto não porque tivessem razão para não crer. É porque estavam sentindo que Jesus estava mudando muita coisa na maneira de ser religioso, e eles estavam perdendo terreno na influência sobre o povo.

Acontece conosco também. Somos mais levados pela aparência das pessoas, isso até na religião. Ficamos às vezes encantados com a palavra fácil de alguém, que talvez não seja assim como parece. Enquanto não damos atenção a outro que fala menos mas mostra-se competente no que diz e faz. Nossa cultura infelizmente se encanta mais com as aparências das coisas e pessoas. Não nos aprofundamos mais para que nossa fé seja segura.

Diz-se que há perfumes caríssimos e especiaisque estão em vasos pequenos. O contrário também acontece. Faz-se tanta propaganda, enfeita-se tanto algo sem valor que ao descobrir a realidade, nos decepcionamos.

Aconteceu com o general Naamã que pedindo o milagre da cura de sua lepra, ia recusar-se a obedecer ao profeta Eliseu que lhe mandara um recado para banhar-se no rio Jordão. Ainda bem que seus servos o convenceram de obedecer. Que custaria? Banhou-se e se curou.(2Rs 5,19s)

Nossa fé deve ser simples e sincera.