Padre Geraldo Lima, um profeta na Diocese de Nova Iguaçu

O Padre Geraldo João de Lima, 80 anos, foi sepultado no dia 9 de julho de 2018, na crípta da Igreja Catedral Santo Antônio, após a missa de corpo presente, celebrada às 8h na Catedral de Nova Iguaçu, pelo bispo de Nova Iguaçu, Dom Luciano Bergamim e concelebrada pelo bispo de Petrópolis, Dom Gregório Paixão (OSB) e pelo bispo de Volta Redonda, Dom Francisco Biasin e por diversos sacerdotes.

Pe. Geraldo João de Lima, nasceu no dia 16 de janeiro de 1937 em Bom Jardim (RJ) e foi Ordenado no dia 20 de junho de 1964 em Petrópolis. Ele trabalhou por muitos anos na Diocese de Nova Iguaçu, onde faleceu. Na Diocese de Petrópolis, antes de ir para Nova Iguaçu, Padre Geraldo Lima realizou trabalhou como diácono e sacerdote na Paróquia Nossa Senhora da Conceição em Bemposta, Paróquia Nossa Senhora do Rosário em Petrópolis, Catedral São Pedro de Alcântara e na Paróquia São Nicolau em Suruí.

Dom Gregório Paixão ao falar sobre Padre Geraldo Lima, contou uma história para falar do lugar que ele conquistou no coração de Deus, pois “foi um homem que o tempo todo se preocupou com os irmãos, que lutou pelos pobres, pelas causas sociais. Um homem que por causa da sua fé teve não apenas a coragem de viver entre os pobres, mas de viver a simplicidade de sua vida para testemunhar o Jesus Cristo humilhado e empobrecido. Não posso imaginar outra coisa, senão que ele está no coração do Senhor”.

Fiéis da Diocese de Nova Iguaçu durante o domingo, 8 de julho, e na manhã do dia 9, prestaram todas as homenagens ao Padre Geraldo Lima, pois o consideravam um profeta, defensor dos pobres e da terra e um amigo da juventude. Quem conviveu com Padre Geraldo afirma que a Igreja perdeu um grande sacerdote, um exemplo e um profeta dos tempos atuais. Nas redes sociais foram muitas as homenagens ao Padre Geraldo com declarações de carinho e sobre o trabalho dele.

João Oscar, Diocese de Nova Iguaçu, lembrou em sua página na rede social, uma das músicas que Padre Geraldo cantava, lamentando por quem nunca mais vai o ouvir cantar: “Bom dia céu / Bom dia sol / Bom dia mar / Bom dia mundo comece a cantar / Bom dia você que é meu irmão / Bom dia você que tem coração / Bom dia você”.

João Oscar fez o seguinte comentário sobre o falecimento do Padre Geraldo: “neste dia em que faz tua Páscoa, nos braços saudosos de Deus, seus irmãos te acolhem dizendo, bem vindo Geraldo que é meu irmão, bem vindo Geraldo que tem coração” e concluiu com as seguintes palavras “sinto por quem não verá tua luta em defesa da mãe terra, dos menores do reino. Quero guardar este momento, já sem quase conseguir andar, entrou na ciranda e quem estava ali era um coração que se negou a envelhecer e jamais se esqueceu de acreditar, quem um mundo melhor é possível”.

Foram muitos os comentários e manifestação de carinho por Padre Geraldo. Entre eles está à manifestação do Padre Jorge Paim, publicada na página da Diocese de Nova Iguaçu, nas redes sociais e que reproduzimos:

“Um profeta entre nós!
Faz a sua passagem para o senhor!
Pe Geraldo Lima (Dia 07/07/2018)

Pe Geraldo Lima faleceu neste sábado, dia 07/07/2018. Ele foi um exemplo, ao longo dos seus 80 anos, em manter vivo o espírito profético no anúncio de vida solidária e na denúncia de um mundo às avessas. Exerceu um bom combate, no dizer do Apóstolo Paulo, neste mundo invertido – em que o desprezo à honestidade é alimentado, o trabalho é castigado e suas conquistas são subtraídas, a falta de escrúpulos é recompensada, o canibalismo individual, social e estrutural é esgarçado. Sem falar, igualmente, de todo tipo de religião e de espiritualidade ausente de profetismo e do seguimento do Senhor Crucificado e Ressuscitado, que se aliena, se acomoda e se amedronta frente a este estado de coisas.

Não por acaso que Pe Geraldo Lima percorreu o caminho profético de vários (as) companheiros (as) de jornada, provenientes de múltiplos “moinhos de esperança e de lutas. São eles os Movimentos interreligiosos e ecumênicos, Associação de Presbíteros Diocesana e Nacional (sócio fundador), Fraternidade dos Padres Charles de Foucauld, Mov. dos Sem Terra, PT, CPT, Mov. de Mulheres, Movimento dos Negros, Economia Solidária, Bio energética, Rádios Comunitárias, e outros na Baixada Fluminense e do Estado do Rio de Janeiro.

Pe Geraldo nos seus 80 anos manteve um vigor juvenil e uma coerente teimosia profética de não ter mudado de lado, na luta solidária com o povo na conquista de um novo amanhã.
Sabemos, no entanto, que esta longeva e coerente atitude do Geraldo, nem sempre foi entendível e acolhida. Ele provocava risos, não raro impaciência, pela sua frequente insistência ao levantar suas bandeiras de lutas nas reuniões.

Aliás, as leituras do Profeta Ezequiel, frente à rebeldia desesperançada do povo e do Evangelho de Marcos, na narrativa da incompreensão dos mais íntimos de Jesus, em relação a Sua Pessoa, na liturgia neste 14º Domingo Comum, evidenciam claramente o não acolhimento da profecia e dos profetas de ontem e do hoje!

Este testemunho, de graça profética em sua vida, proveniente do Senhor, em meio à fragilidade humana, faz do Pe Geraldo Lima um exemplo de “Mestre e de Profeta”, ao mesmo tempo um Dom Quixote do séc. XXI, em nosso meio. Ele nos ensina, pelo seu testemunho humilde, teimoso e vigoroso a urgência do sonhar e do rumar resolutamente em busca dos sonhos de Vida Nova.

Precisamos, desta forma, da soma dos (das) sonhadores (as) e dos (as) loucos (as) comprometidos (as), a semelhança de Dom Quixote! Loucos, sim! Que consigam ir além das aparências, das conveniências, vantajosas e/ou fáceis…

Precisamos dos que buscam, dos que se nutrem de utopias e dos que se vestem de coerência audaz! Dos loucos perseverantes que seduzam as mentes e despertem os corações para o desejo de mais Vida. Esta é a grande metáfora a ser perseguida, a razão, a fé e a gentil loucura utópica de todos os que se comprometem com a Vida, como foi o exemplo de Pe Geraldo Lima.

Obrigado companheiro por sua presença profética entre nós. Até breve, na grande Páscoa Definitiva com o Senhor!

Pe. Jorge Paim.

Obrigado Pe. Geraldo, dai de onde é agora tua morada peço que reze pela Juventude para que a mesma nunca deixe de ser profecia.

Fonte: Fotos, vídeos e informações Diocese de Nova Iguaçu e de fiéis nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *