O Precursor: filme sobre João Batista começa a ser gravado na Itália

Barbara Castelli – Cidade do Vaticano

Em 3 de julho, na região italiana das Marcas, tiveram início as filmagens do documentário “O Precursor”, dedicado à figura de João Batista, uma produção da Fundação vaticana São João XXIII, Vatican Media – Dicastério para a Comunicação da Santa Sé e Oficina de Comunicação.

Vatican News, em sinergia com a Agência Sir, registrou com exclusividade as primeiras impressões no set de Nicola Salvi e Elisabetta Sola, administradores delegados da Oficina de Comunicação.

“O primeiro dia de trabalho”, dizem eles, “foi encarado com grande entusiasmo pela equipe, composta por mais de 20 profissionais”. Todos enfrentaram o calor de verão animados “pela paixão de contar uma história lendária.”
João Batista, uma história envolvente e dramática

Através de alguns episódios significativos da vida do santo, a produção dirigida por Omar Pesenti centra-se na figura bíblica de João Batista, que antecipa a vida pública de Jesus, desempenhando um papel fundamental na história do cristianismo.

“É um acontecimento envolvente e dramático – enfatizam Salvi e Sola – que a linguagem fílmica restituirá com eficácia ao espectador”. “Precisamente neste momento – acrescentam – há um grande trabalho dos cenógrafos e do diretor de fotografia. Nos primeiros dias de filmagem, na verdade, trabalhamos as cenas mais delicadas e complexas, o assassinato de João Batista, que exigem uma iluminação especial nos interiores escolhido para a prisão”.

Quem interpreta João Batista é o ator Francesco Castiglione, conhecido do público italiano por sua participação na série “Don Matteo”.
Um filme a serviço da cultura

“A intenção de divulgação”, destacam os dois produtores, “une-se à busca de uma cuidadosa narrativa por imagens”. “Os testemunhos de especialistas também conferirão profundidade ao documentário, ajudando a reconstruir os aspectos mais específicos da biografia do Santo”.

“O Precursor”, portanto, insere-se totalmente nas produções realizadas recentemente por Vatican Media e pela Oficina de Comunicação, como a série de dez documentários “Divina beleza. Descobrindo a arte sacra na Itália “, o filme” Guardar e proteger. A Gendarmaria Vaticana”, bem como o documentário “Na trincheira. Pequenas histórias da Grande Guerra”, sobre o valor dos capelães militares durante a Primeira Guerra Mundial.
O ambiente narrativo das Marcas

“A região das Marcas ofereceu locais de alto nível, adequados para recriar a magia da história”, concluem Nicola Salvi e Elisabetta Sola. “As gravações se realizarão até 11 de julho entre Ancona, Loreto, Macerata e Cingoli. Todos territórios acessíveis também graças ao apoio da Fundação Marche Cultura-Film Foundation. Nesses lugares você se respira o fascínio de uma cultura distante, mas não menos atual “.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *