O celibato um dom para igreja a serviço de Deus e do povo

Na semana que termina, o celibato voltou a ser assunto da grande imprensa e mais uma vez tentando colocar em lados opostos o Papa Francisco e o Papa Emérito, Bento XVI, que por diversas vezes manifestou seu apoio e obediência ao atual Sumo Pontífice, pedindo o mesmo dos cardeais e bispos da Igreja.

O assunto voltou a dominar a imprensa por causa do livro de autoria do  Pontífice emérito e do cardeal-prefeito da Congregação para o Culto Divino, Robert Sarah. Os dois já manifestaram total obediência ao Papa Francisco e no livro eles defendem a manutenção do celibato. A Sala de Imprensa do Vaticano, em resposta as matérias publicadas publicou uma matéria que pode ser lida clicando aqui.

Com objetivo de contribuir para melhor esclarecimento sobre o assunto, o leitor pode acessar e ler os artigos de autoria e traduzidos pelo Padre Anderson Alves e de outros autores clicando nos títulos abaixo:

Título:

Se Jesus teve esposa, como se justifica o celibato dos padres?
Padre Anderson Alves

Celibato eclesiástico – história e fundamentos teológicos
Card. Alfons M. Stickler

Base teológica do celibato sacerdotal
Max Thurian

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *