Missa e Procissão de Nossa Senhora da Piedade presidida por Dom Gregório Paixão

O dia 15 de setembro foi dia de festa para os mageenses que participaram com devoção da procissão e missa solene, presidida pelo Bispo da Diocese de Petrópolis, Dom Gregório Paixão, OSB, em homenagem à padroeira da cidade.

Às 19 horas iniciou a procissão ao som da Orquestra Aquárius, junto do belíssimo andor de Nossa Senhora da Piedade, que ia na frente para lembrar que Maria passa na frente abrindo os caminhos dos seus devotos. As músicas tocadas emocionaram e encantaram os devotos, que andavam pela cidade ao lado de Maria. Quando a Procissão chegou na Igreja Matriz da cidade, fundada por volta de 1751 em homenagem à Mãe da Piedade, o povo entoava o hino “Porque Ele Vive”, na certeza de que a dor de Maria não foi em vão.

Por volta das 20 horas começou a missa celebrada por Dom Gregório, onde estavam presentes o Padre Ernandes, Padre Moura, Padre Henrique, Padre Thiago, Padre Eduardo e os Diáconos Getúlio e Bruno.

14291637_1388349957876235_1554300233874171949_nUsando com propriedade a frase de Santo Agostinho que dizia que “a medida do amor é amar sem medida”, o Bispo falou sobre Nossa Senhora da Piedade que amou seu filho sem limites desde que se colocou como serva do Senhor.

Dom Gregório ressaltou que “a fé de Maria foi maior que sua dor, por isso, ela permaneceu de pé, significando que a vida venceu a morte. Essa mulher viu o projeto de Deus realizado na Cruz, manifestação da misericórdia de Deus, de dar seu próprio sangue pela humanidade.”

A mensagem final da homilia foi de esperança, pois lembrou que o Senhor não desiste de seu povo, apesar de todo pecado e miséria humana.

No final da missa, após a Ladainha de Nossa Senhora, houve queima de fogos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *