Julho Verde – Padre Quinha: programação durante todo o mês

02 07 2018 Abertura do Mês da Esperança Oficina de Jesus
Clique na imagem e veja outras fotos

Durante todo o mês de julho, a Oficina de Jesus, obra fundada pelo Padre Quinha, promove o Julho Verde – o mês da Esperança. A abertura aconteceu com a missa, presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Gregório Paixão (OSB), no dia 1º de julho, na Igreja São José, em Itaipava, Decanato Nossa Senhora do Amor Divino. Durante todo o mês as pessoas terão a oportunidade conhecer e participar dos eventos da Oficina de Jesus, como o show de prêmios que acontece domingo, dia 8, no Ciep de Correas.

clique na imagem e veja a programação

Outra atividade importante é a tenda do Julho Verde – Padre Quinha, que de segunda a sexta-feira estará na Praça Dom Pedro, em Petrópolis, onde as pessoas podem colaborar com o projeto e ter informações sobre o mal que faz o alcoolismo. Será uma oportunidade para adquirir a vassoura artesanal Padre Quinha, produzida pelos acolhidos do Sítio Nossa Senhora das Graças, que fica na Posse e acolhe homens com o desejo de largar o vício das drogas.

Durante a abertura do Julho Verde, Dom Gregório Paixão ressaltou a importância deste trabalho e da missão da Oficina de Jesus. Ele afirmou que, a continuidade da obra do Padre Quinha não uma responsabilidade apenas de quem está à frente da Oficina de Jesus, mas de todas as pessoas, de toda Diocese de Petrópolis. Ele lembrou que Padre Quinha, quando teve a inspiração de criar a Oficina de Jesus era para consertar as pessoas, resgatar as pessoas e dar uma oportunidade a elas para saírem do mundo das drogas e concluiu que este trabalho depende de todos.

O irmão do Padre Quinha, o diácono permanente, João Medeiros lembrou a história de seus irmão, afirmando que ele viveu apenas um versículo em sua vida “sem mim nada podeis fazer”. “Essa palavra foi seu tema de sacerdote e que possamos buscar viver a palavra de Deus e Padre Quinha nos ensinava que, se vivermos apenas um versículo da Palavra de Deus, vivemos toda a sua palavra”, comentou o diácono, lembrando ainda que, Padre Quinha nunca desistia de ninguém e quando as pessoas desistiam, ele não desistia de ninguém e sempre estava pronto para acolher a todos.

O diretor executivo da Oficina de Jesus, Roni Ribeiro destacou todo o trabalho idealizado pelo Padre Quinha e falou sobre a importância do Julho Verde. São três os objetivos do Julho Verde Padre Quinha: Conscientizar a população sobre os malefícios das substâncias psicotrópicas ativas (Drogas e álcool) promovendo um diálogo aberto, consciente e educativo; Chamar as pessoas a estenderem a mão ao irmão marginalizado, praticando a solidariedade, a exemplo da Parábola do Bom Samaritano, como fez Padre Quinha; E captar recursos para levar adiante a missão da Oficina de Jesus – Padre Quinha, de ser um agente de transformação em seus diversos equipamentos de Prevenção, Recuperação e Reinserção Social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *