Irmãs Dulcianas de Raiz da Serra participam da Canonização de Irmã Dulce

Temos Uma Santa: “Ame simplesmente, porque nada nem ninguém pode acabar com um amor sem explicação!…” Santa Dulce do Pobres.

Clique e veja outras fotos

O domingo, dia 13 de outubro, foi um dia muito especial para a Paróquia Imaculada Conceição de Raiz da Serra, pois celebraram com grande alegria a canonização da Irmã Dulce, agora Santa Dulce dos Pobres.

O motivo são muitos e entre eles, a alegria de ver o entusiasmo das irmãs Adriana Guilherme e Maira Santos e a postulante Perla Araujo que tiveram a oportunidade participar da Cerimônia de Canonização da primeira santa brasileira.

Outro motivo de alegria é porque, em 2014 a Paróquia acolheu com grande alegria as Irmãs Dulcianas, cuja casa de formação fica situada na Comunidade Sagrado Coração de Jesus em Fragoso.

A alegria de ver a participação das irmãs Adriana Guilherme e Maira Santos e da postulante Perla Araujo na cerimônia de canonização é porque a comunidade não mediu esforços para que elas pudessem participar da celebração no Vaticano. Com muito esforço, a comunidade se empenhou com eventos, vendas de bolo de pote e vakinha on-line e pelas imagens enviadas, puderam perceber a alegria e a emoção das irmãs em participar de um momento tão importante para a igreja católica do Brasil, pois sua fundadora agora é Santa Dulce dos Pobres.

Clique e veja outras fotos

Na comunidade do Sagrado Coração de Jesus, onde está a casa das irmãs, a missa dominical foi celebrada pelo Padre Luiz Henrique Veridiano, Reitor do Seminário Diocesano Nossa Senhora do Amor Divino. A emoção na celebração foi grande quando todos puderem vivenciar, unidos pelo Espírito Santo, a alegria da festa de canonização.

Em sua homilia, o sacerdote falou sobre o evangelho do domingo que muito tem a ver com a vida de Santa Dulce. Segundo ele, o amor foi o combustível para a caminhada até a santidade e ressaltou que não podemos confundir o amor com obrigação. “Santa Dulce não era obrigada a cuidar dos pobres, ela amou e por amar, ela cuidou e cumpriu a missão que foi lhe foi dada”.

Padre Luiz destacou um dos momentos que ele mais gosta da vida de Santa Dulce. Ele contou que, em uma ocasião, quando não tinha lugar para abrigar os pobres e doentes da região, ela limpou o galinheiro e os colocou lá. Procurada por sua superiora foi questionada sobre as galinhas que viviam lá, e sua resposta foi: “As Galinhas, fiz canja e distribui para eles”.

Ao final da santa missa, a benção foi dada pelo sacerdote com a relíquia da santa, ficando exposta na comunidade.

No dia 3 de novembro, o Bispo diocesano Dom Gregório, OSB, presidirá a Santa Missa com a benção do altar com a relíquia da Santa Dulce na comunidade do Sagrado em Fragoso. Neste dia, será comemorado a canonização e o aniversário natalício de Dom Gregório com um almoço na comunidade. Os tickets do almoço já estão sendo vendidos por R$12,00 na Livraria Cantinho da Ir. Dulce e nas comunidades da paróquia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *