Encontro dos Políticos Católicos em Raiz da Serra

Dom Roberto e Padre Alexander

A Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Raiz da Serra, Decanato São José de Anchieta, sediou o encontro regional da Pastoral dos Políticos Católicos Cristãos do Regional leste 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Participaram cerca de cem pessoas, entre elas o vereador de Teresópolis, Tenente Jaime e o encontro foi coordenado por Dom Roberto Francisco F. Paz, bispo referencial do regional para Pastoral dos Políticos Católicos e Bispo de Campos de Goytacazes, que presidiu a missa de abertura do encontro.

O pároco de Raiz da Serra, Padre Alexander de Brito manifestou sua alegria por receber o encontro da Pastoral e colocou a Paróquia a disposição para outras reuniões. Ele falou da importância deste trabalho e justificou a ausência do bispo diocesano, Dom Gregório Paixão (OSB), informando que ele tinha outros compromissos no mesmo horário e por isso não podia estar presente.

Durante o encontro Dom Roberto fez uma reflexão sobre o tempo litúrgico do Advento, lembrando que é um momento de esperança e reconciliação. Ele também apresentou uma análise da conjuntura pós-eleitoral, as perspectivas e desafios, lembrando que é preciso defender o pluralismo e afirmando que foi a primeira vez onde uma eleição foi ganha com a utilização das redes sociais.

O bispo chamou atenção para os problemas ocorridos durante a campanha eleitoral, quando muitas famílias ficaram divididas e amigos se distanciaram. Ele afirmou que a política não pode ser motivo de desunião entre as pessoas, principalmente nas famílias. Manifestou preocupação com a hegemonia das fake news, frisando que é preciso ter critérios com relação as notícias divulgadas e que ao longo do período eleitoral houve uma preocupação em ver apenas o lado negativo dos candidatos do que em apresentar propostas.

Dom Roberto frisou a necessidade de continuar combatendo a corrupção, porém, chamou atenção para a forma como este combate tem sido feito e sugeriu como leitura o livro “O espetáculo da corrupção”. Para ele é preciso aprimorar cada vez mais os instrumentos contra a corrupção, mais é preciso saber como fazer e uma das formas apontadas pelo bispo é a participação popular nas decisões por meio dos conselhos municipais e acompanhamento das ações do Legislativo e Executivo.

Ele destacou como um ponto positivo da eleição foi à afirmação e demonstração clara que o povo brasileiro não aceita a destruição da família e quer a defesa da vida em todos os seus aspectos. Para Dom Roberto o próximo ano com os novos governos Federal e Estadual será de mudanças e a Pastoral por meio de seus encontros vai continuar ajudando as pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *