Comissão para a Ação Missionária mantém viva dinamização do aspecto missionário na Igreja

No ano passado, especialmente no mês de outubro, a Igreja vivenciou em todo o mundo o Mês Missionário Extraordinário (MME), proclamado pelo papa Francisco para 2019 e que trouxe como tema “Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo”. No Brasil, o lançamento oficial da campanha aconteceu no dia 1º de outubro com uma celebração na Basílica de Aparecida (SP), transmitida ao vivo para todo o Brasil.

No entanto, semanas antes, em setembro, houve um lançamento do Mês Missionário Extraordinário, na reunião do Conselho Episcopal Pastoral (Consep), na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília, com os presidentes das Comissões Episcopais Pastorais e organismos vinculados à entidade. Todo trabalho de mobilização para a campanha foi feito pela Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial, em conjunto com outros organismos que compõem o Conselho Missionário Nacional (COMINA).

Para não deixar baixar o espírito aceso pelo Mês Missionário, o presidente da Comissão, dom Odelir, afirmou que a preocupação da Comissão, para os próximos anos, é a de manter viva a dinamização do aspecto missionário da Igreja no Brasil. Para 2020, por exemplo, uma das novidades do Plano de Trabalho da Comissão é, segundo o assessor, padre Daniel, o acompanhamento de perto dos projetos de cooperação intereclesial que a CNBB mantém com outras conferências episcopais, como é o caso da cooperação com as Igrejas do Timor Leste e da Guiné Bissau.

Buscando fortalecer o pilar da missão previsto nas novas diretrizes da ação evangelizadora da Igreja, a Comissão também vai incentivar os regionais a desenvolverem projetos ad gentes. O padre Daniel lembra que, para 2020, a Comissão tem o planejamento de acompanhar a Pastoral de Brasileiros no Exterior com previsão de levantamento das comunidades existentes, além da seleção, formação e acompanhamento dos padres que atuarão na pastoral.

Programa Missionário

Os esforços para concluir o processo de construção do Programa Missionário Nacional também foram marcados por muitas atividades da comissão em 2019. Em sintonia com as Diretrizes Gerais para a Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, a CNBB lançou a publicação do Programa Missionário Nacional, resultado do processo de reflexão iniciado pela equipe executiva do Conselho Missionário Nacional (COMINA), em agosto de 2017, e assumido pela Igreja do Brasil durante a Assembleia Geral dos Bispos, em maio de 2019.

O Programa Missionário Nacional é uma ponte de integração, com o objetivo de contribuir para que a missão seja, de fato, parte integrante da vida do cristão católico e dos organismos eclesiais. A missão não pode ser concebida como algo restrito a algumas pessoas ou grupos “especializados”, mesmo que sejam muito capacitados e experientes e cultivem carismas específicos. O Programa Missionário Nacional é uma pequena semente que aponta para uma maior comunhão.

Fonte: CNBB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *