48 anos de ordenação de Monsenhor Antonio

28 02 2017 Aniversario Mons. Antonio Motta
Clique e veja o álbum de fotos

“Agradeço a Deus, pois de uma família humilde e simples, apesar de numerosa, com perseverança e com simplicidade Deus escolheu o último para poder seguir o sacerdócio, e ao longo de treze anos fiz minha preparação, treze anos de estudos, com a ajuda de diversos sacerdotes e colegas, e no dia 28 de fevereiro de 1969 fui ordenado na Catedral de Petrópolis.”

Foram as palavras do Monsenhor Antonio Carlos Motta na noite desta terça-feira em Missa celebrada na Matriz de São Judas Tadeu em Teresópolis, com intenção por seus 48 anos de sacerdócio, celebrados nesta data. Participaram da celebração alguns paroquianos, mas principalmente amigos de longa data do sacerdote.

Monsenhor Antônio contou um pouco de sua trajetória, desde o período de preparação (que contou com passagens por Pádua na Itália), à menção do Monsenhor Paulo Daher, Vigário-Geral da Diocese, a quem chamou de “Grande mestre”.

Além de trabalhar na Catedral por sete anos, Monsenhor Antônio ainda passou pela Paróquia de Correas. Mas sua figura sempre será inseparável da paróquia em que ficou grande parte de seu ministério sacerdotal, que é a paróquia de Santa Teresa, no centro da cidade, onde ficou por trinta e oito anos. Há quase dois anos administra a paróquia de Agriões.

Ao final da celebração, Monsenhor Antônio pôde cumprimentar os visitantes na entrada principal da Matriz, recebendo abraços e as felicitações por mais um ano de sacerdócio