JDJ 2018 foi aberta na noite de quinta-feira com missa e palestra de Dunga

JDJ 26 07 2018 Abertura

Clique na imagem e veja o álbum de fotos

Com palestra do missionário e cantor católico, Dunga e missa presidida pelo Bispo da Diocese de Petrópolis, Dom Gregório Paixão (OSB), teve inicio na noite de ontem, a Jornada Diocesana da Juventude 2018 (JDJ/2018), na cidade de Magé, com organização do Decanato São José de Anchieta, que reúne as paróquias localizadas nos municípios de Magé Guapimirim.

Os jovens, representando todas as paróquias da Diocese e de outras reuniões, começaram a chegar por volta das 17h, fizeram o credenciamento e em seguida foram para a quadra da Igreja Nossa Senhora da Piedade, onde assistiram e participaram da pregação de Dunga e em seguida a Santa Missa presidida por Dom Gregório Paixão.

Fundador do PHN (Por Hoje Eu Não Vou Mais Pecar) Dunga evangeliza por meio da música e pregação. Em sua pregação, ele disse que “todos temos problemas. Seja quais forem, devemos crer que temos um Deus que é maior que nós e que nos dá  força para continuar. Devemos ter paciência, aguardar o tempo de Deus. Porém, aguardar fazendo algo concreto. Aguardar a conversão do filho, mas perdoando-o diariamente. Amando a quem está em depressão, mostrando o quanto ela é importante”.

Dom Gregório Paixão começou sua homilia cumprimentando todos aqueles que estavam presentes na JDJ. Aproveitando o dia de Sant’Ana e São Joaquim, pais de Nossa Senhora, quando é celebrado o Dia dos Avós, Dom, Gregório Paixão falou sobre a importância dos avós, lembrando inicialmente sua convivência com sua avó quando era menino. Ele comparou os avós à Igreja e disse que a “Igreja tem a sabedoria dos antigos” e estimulou os jovens a ouvirem aqueles que tem mais experiência, ressaltando a importância de darem testemunho e de viverem conforme os ensinamentos de Cristo.

Dom Gregório Paixão em sua homilia falou também da importância da Jornada Diocesana da Juventude, que é uma experiência muito bonita, pois é o momento do encontro entre os jovens que participam, vindo de várias regiões da Diocese e de outros locais, e as famílias acolhedoras. É um momento, segundo o bispo, do testemunho do acolhimento, da troca de experiências e da vivência evangélica de vivermos como irmãos em Cristo.

A programação do segundo dia da JDJ/2018:

Café da Manhã na casa da família acolhedora;

8h Santa Missa nas paróquias acolhedoras;

9h: Trabalho caritativo;

11:30h Almoço na paróquia acolhedora;

13h Saída da paróquia acolhedora em direção ao Poço Bento;

14h Celebração penitencial e Confissões (Poço Bento)

16h Desafios radicais e Show do Cosme;

18h Via Sacra;

Local: Poço Bento

20h Retorno para as casas das famílias acolhedoras;

Veja a programação completa clicando aqui

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.