Diocese, Notícias › 21/05/2018

Inaugurada fábrica de vassouras artesanais da Oficina de Jesus

21 Vassouras Artesanais Padre Quinha

Clique na imagem e veja outras fotos

Buscando sustentabilidade aos trabalhos da Oficina de Jesus, projeto criado pelo Padre Quinha em 1997, no sábado, dia 19 de maio, foi inaugurada a fábrica de Vassouras Artesanais, que leva o nome do fundador da obra. Além de ser fonte de renda para manter todo trabalho, a fabricação de vassouras e outros serviços que serão realizados tem como objetivo gerar mais possibilidades de atividade aos acolhidos em recuperação e prepara-los para uma reinserção no mercado de trabalho.

A inauguração foi realizada em solenidade presidida pelo Bispo da Diocese de Petrópolis, Dom Gregório Paixão (OSB), que abençoou o local onde as vassouras serão fabricadas e falou sobre a importância deste trabalho “que além de recuperar vidas, salvar almas, agora busca dar um ofício, uma forma de promovê-los socialmente”. A mãe do Padre Quinha, mãe Djanira Medeiros Nunes, acompanhada dos irmãos e familiares do Padre, cortou o laço, inaugurando a fábrica.

Dom Gregório Paixão falou sobre o grande legado deixado por Padre Quinha, que foi o serviço para transformar a vida daqueles que se envolveram com as drogas. “A Oficina de Jesus quer enxugar as lágrimas daqueles que se envolveram com drogas e fazer com que estes nossos irmãos restaurados possam voltar para sociedade, agora não mais como invisíveis, mais visíveis e aceitos. Este é um trabalho fundamental para sociedade”, comentou o bispo.

O Vigário Diocesano da Caridade, Padre Rafael, que acompanha o trabalho da Oficina de Jesus, considerou este um momento histórico para entidade, frisando que desta maneira, buscando a sustentabilidade será possível manter por muitos anos o projeto do Padre Quinha. A fábrica de vassouras vai funcionar no Sítio Nossa Senhora das Graças, localizado na Posse, que atende homens que buscam a recuperação da dependência química.

A solenidade, marcada pela simplicidade, contou com a presença de várias pessoas, todas colaboradoras da Oficina de Jesus e que compreenderam há muito tempo a importância da obra iniciada pelo Padre Quinha, que tinha como único objetivo salvar almas. O gestor executivo da Oficina de Jesus, Roni Ribeiro frisou que todos os atendimentos são gratuitos, sem imposição de nenhuma taxa ou mensalidade, “o que torna muito difícil a sustentabilidade da instituição. Mas, a demanda é grande e o carisma do Padre Quinha impulsiona os responsáveis a buscarem formas de arrecadação da verba necessária para manter viva essa missão”, por isso, dentro deste processo de sustentabilidade se criou a fábrica de vassouras artesanais.

A fábrica faz parte do projeto de reestruturação, iniciado em 2017, com a implantação de um gestor executivo, acompanhado de perto pela diretoria e o Bispo Diocesano. Roni Ribeiro disse que são muitas as frentes de trabalho com o objetivo de restaurar o vigor da instituição e prepará-la para os desafios do futuro. “O Projeto da Fábrica de Vassouras é o primeiro de um grande Plano de Sustentabilidade estruturado a curto, médio e longo prazo, no qual estão projetados ainda uma Horta Orgânica, um Centro de Panificação, Criadouros de animais e outros”, explicou o gestor executivo.

Ele ressaltou ainda que todos esses equipamentos de produção tem uma dupla função: gerar mais possibilidades de atividade laboral aos acolhidos em recuperação (uma atividade que ao mesmo tempo ajude-os no tratamento terapêutico e prepare-os para uma reinserção no mercado de trabalho); e ser fonte de renda em busca da autossustentabilidade organizacional.

Desde a sua fundação pelo Padre Quinha em 1997, a Associação Oficina de Jesus vem recuperando pessoas e restabelecendo a esperança na vida de muitas famílias. Desde então foram muitas conquistas e hoje, a Oficina de Jesus – Padre Quinha, atende a mais de 300 pessoas por ano, entre triagem, encaminhamento, aconselhamento e acolhimento, garantindo a prevenção, recuperação e reinserção social de dependentes químicos e etílicos.

Serviço:

A venda das vassouras será na Casa da Cidadania, sede do escritório da Oficina de Jesus ao preço de R$ 12,00.

Rua Visconde Souza Franco, 474, Centro – Petrópolis – RJ. Tel.: (24) 2242-7833. (www.oficinadejesus.org)

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.