Decanato São José de Anchieta (Magé/Guapimirim)
JORNADA DIOCESANA DA JUVENTUDE – MAGÉ 2018
“Sê firme, corajoso e não tenhas medo, porque o Senhor está contigo.”(Js1, 9)

Datas: 26 a 29 de julho de 2018

Padroeiros da JDJ 2018: N. Sra. da Piedade, S. João Apóstolo, S. José de Anchieta, S. João Paulo II, Sta. Teresinha do Menino Jesus, Beata Chiara Luce Badano, Beato Pier Giorgio Frassati.

Clique na imagem e veja o álbum de fotos

Com palestra do missionário e cantor católico, Dunga e missa presidida pelo Bispo da Diocese de Petrópolis, Dom Gregório Paixão (OSB), teve inicio na noite de ontem, a Jornada Diocesana da Juventude 2018 (JDJ/2018), na cidade de Magé, com organização do Decanato São José de Anchieta, que reúne as paróquias localizadas nos municípios de Magé Guapimirim.

Os jovens, representando todas as paróquias da Diocese e de outras reuniões, começaram a chegar por volta das 17h, fizeram o credenciamento e em seguida foram para a quadra da Igreja Nossa Senhora da Piedade, onde assistiram e participaram da pregação de Dunga e em seguida a Santa Missa presidida por Dom Gregório Paixão.

Fundador do PHN (Por Hoje Eu Não Vou Mais Pecar) Dunga evangeliza por meio da música e pregação. Em sua pregação, ele disse que “todos temos problemas. Seja quais forem, devemos crer que temos um Deus que é maior que nós e que nos dá força para continuar. Devemos ter paciência, aguardar o tempo de Deus. Porém, aguardar fazendo algo concreto. Aguardar a conversão do filho, mas perdoando-o diariamente. Amando a quem está em depressão, mostrando o quanto ela é importante”.

Dom Gregório Paixão começou sua homilia cumprimentando todos aqueles que estavam presentes na JDJ. Aproveitando o dia de Sant’Ana e São Joaquim, pais de Nossa Senhora, quando é celebrado o Dia dos Avós, Dom, Gregório Paixão falou sobre a importância dos avós, lembrando inicialmente sua convivência com sua avó quando era menino. Ele comparou os avós à Igreja e disse que a “Igreja tem a sabedoria dos antigos” e estimulou os jovens a ouvirem aqueles que tem mais experiência, ressaltando a importância de darem testemunho e de viverem conforme os ensinamentos de Cristo.

Dom Gregório Paixão em sua homilia falou também da importância da Jornada Diocesana da Juventude, que é uma experiência muito bonita, pois é o momento do encontro entre os jovens que participam, vindo de várias regiões da Diocese e de outros locais, e as famílias acolhedoras. É um momento, segundo o bispo, do testemunho do acolhimento, da troca de experiências e da vivência evangélica de vivermos como irmãos em Cristo.

Clique na imagem e veja o álbum de fotos

Hoje, segundo dia da JDJ, os jovens peregrinos iniciaram o dia com a Santa missa nas paróquias acolhedoras, logo após ocorreram os trabalhos caritativos onde algumas paróquias visitaram asilos e enfermos. Ao chegarem no Poço Bento as 14h da tarde, foram acolhidos com o Ato Penitencial com Dom Gregório Paixão citou as obras da matriz, paróquia sede da JDJ N. S. Piedade, como exemplo da ação do pecado em nossas vidas.

O Bispo mencionou que muitas vezes vemos uma bonita escultura sacra ou uma pintura em bom estado, mas por trás do belo está algo oco ou em mau estado, ou seja, o exterior não reflete o interior, podemos ter uma via aparência, mas um interior vazio ou poido. Logo após o ato penitencial os jovens rezaram o terço da misericórdia, na sequência o Show do pregador Cosme animou os jovens com seus grandes sucessos.

Cosme que teve uma grande conversão em sua vida deu um breve testemunho sobre o resgate da vida pessoal, do mundo do crime e das drogas, chamando a atenção dos jovens para valorizar a vida, por mais simples que seja, principalmente a valorização familiar. O segundo dia foi encerrado com a encenação da via Sacra pelo grupo do teatro da paróquia N.S. Piedade.

Clique na imagem e veja o álbum de fotos

Pe Leonardo Tassinari se mostrou satisfeito com o andamento da JDJ nesses dois dias em entrevista o Decano afirmou que depois de tudo o que foi planejado a JDJ superou todas as expectativas e que o número se jovens alcançou o esperado e que o grande dia será no domingo com o Adorai e show de grandes grupos famosos e espera um grande público.

“A JDJ tem sido um resgate de Deus para os jovens, ver jovens que há muito tempo nem mesmo se confessavam, se confessando, foi muito importante para mim. Eu consigo ver sinais que foi idealizado para esta JDJ. Até domingo espero viver uma experiência de um filho que volta para casa, um filho que foi resgatado, um filho acolhido por esse Deus tão grandioso” – Pe. Henrique Nascimento, Coordenador do Setor da Juventude da Paróquia Nossa Senhora da Piedade, Matriz de Magé.

Clique na imagem e veja o álbum de fotos

Neste sábado, terceiro e penúltimo dia de JDJ, os jovens puderam apreciar as catequeses que foram distribuídas em quatro pontos de Magé. Na Igreja Matriz, a catequese foi com Dom Gregório Paixão (OSB). Ele usou o documento “Os jovens, a Fé e o Discernimento Vocacional” ,o qual será lançado ainda este ano, para falar do discernimento vocacional da juventude.

O Bispo alertou os jovens para discernirem sua vocação enquanto cedo, tanto vocação religiosa quanto a vida profissional. Ele disse que a juventude é a idade da decisão e é fundamental discernir a vocação. O bispo falou sobre o discernimento, que começa no seio familiar, que é quando a criança ainda esta se formando, para que na juventude, o jovem tenha boas bases para fazer a sua escolha vocacional.

“Na alegria eu escolhi, na tristeza eu vou perseverar […] lute para se realizar quanto pessoa” Dom Gregório Paixão falou sobre a luta pela perseverança na vocação escolhida. Este mesmo tema foi passado nas outras três catequeses pelos palestrantes, Padre Tiago Rio da Arquidiocese do Rio de Janeiro, Padre Julinho e Padre Gabriel Costa.

Clique na imagem e veja o álbum de fotos

Ainda neste dia, a Igreja Matriz foi aberta para a exposição de arte sacra. Padre Rodrigo Alberti foi o responsável por trazer a exposição. Ele relata que o objetivo da exposição é “divulgar o patrimônio cultural e material da Matriz, juntamente com toda arte que envolve a arte religiosa”.

As esculturas, paramentos são do século XVIII. Após o festival da juventude, houve o momento mariano, conduzido pela Comunidade Magnificat, e em seguida a vigília e com a presença de Eugênio Jorge e Emanuel Stênio. A benção do Santíssimo foi na praça e encerrou a vigília.

Clique naimagem e veja o álbum de fotos

Iniciamos o quarto e último dia da JDJ com a animação do cantor Jeferson Manuel, levando a juventude a entoar “Eu sou livre para adorar, eu sou livre para cantar a Ti”. Jeferson refletiu sobre a importância dos jovens estarem dispostos a dar suas vidas pelo reino de Deus, evangelizando e cumprindo com seu propósito de levar o Espírito Santo às pessoas.

Posteriormente, Dom Gregório Paixão (OSB), utilizando a história de São Paulo, falou sobre a coragem que devemos ter para anunciar o nome de Jesus Cristo: “[…] A coragem é própria de quem não desistiu de lutar. Corajoso é aquele cujo coração é maior que seus medos, que tem consciência de que Deus é maior que a sua limitação, que não apenas vê as dificuldades do tempo presente, mas aproveita essas dificuldades para olhar o futuro. Nenhum de nós nasceu para ser escravo do medo”, afirma Dom Gregório Paixão. O bispo também alertou os jovens a não aceitarem as “facilidades” que lhes são oferecidas, escolhendo caminhos mais fáceis, porém que não levam a bons lugares.

Clique na imagem e veja o álbum de fotos

A juventude aproveitou o show do cantor e pregador Emanuel Stênio, da Comunidade Canção Nova. Nas palavras de Stênio, “Deus jamais fará por nós aquilo que Ele nos capacita para fazer”.

Assim, ele falou da necessidade dos cristãos não cederem às ideologias mundanas, frente ao relativismo atual. Com a presença dos músicos Celina Borges, Olívia Ferreira, Marcio Pacheco, Marcela Siesler, Emanuel Stênio e da Comunidade Colo de Deus, os shows da tarde foram embalados por grande participação e alegria do público, que cantaram e adoraram a Deus com o entusiasmo de que, com certeza, o amor d’Ele estava presente naquele lugar.

Na Santa Missa, durante sua homilia, o bispo exortou que, Jesus, ao alimentar a multidão e antes pedir que esta se acalmasse, ponderou que nós, quando não nos acalmamos para viver bem o Evangelho, acabamos nos alimentando de coisas que não saciam nossa existência. Antes da bênção final, foi comemorado os 12 anos de ordenação episcopal de Dom Gregório.

Também, com imensa alegria, a juventude vibrou ao anúncio de que, o Decanato de Santa Teresa- Teresópolis, será a sede da próxima JDJ, em 2021. “A JDJ é a oportunidade que temos de estar reunidos louvando ao Senhor, como uma grande família, e isso é muito bom ”. – Isadora Ferreira, 16 anos. Paróquia Nossa Senhora da Guia- Mauá. “O aprendizado que levo daqui é de continuar firme na fé católica, na certeza de que estou no lugar certo, na presença de Deus”. – Lucas Silva, 27 anos. Paróquia São Nicolau- Suruí.

Clique na imagem e veja o álbum de fotos

Clique na imagem e veja o álbum de fotos

A terceira edição da Jornada Diocesana da Juventude (JDJ) acontecerá em 2021 e será no Decanato Santa Teresa (Teresópolis). Foi com este anúncio que Dom Gregório Paixão (OSB), Bispo da Diocese de Petrópolis, encerrou a JDJ/2018, que aconteceu entre os dias 26 e 29 de julho, no Decanato São José de Anchieta, em Magé, reunindo na missa de encerramento, mais de oito mil pessoas. “A Jornada foi um grande encontro, quando cada jovem teve a oportunidade de experimentar o encontro pessoal com Jesus Cristo. Foi tudo perfeito e a participação dos jovens durante os quatro dias foi muito boa e vivemos momentos de grande espiritualidade, mostrando para o mundo o testemunho destes jovens que fizeram a opção por Jesus Cristo”, afirmou o bispo.

Dom Gregório Paixão disse que todos os momentos foram importantes e com toda certeza tocaram os jovens e voluntários que estavam trabalhando. Mas, o bispo destacou a Via Sacra com a procissão luminosa, que segundo ele foi de grande emoção, podendo perceber no rosto de cada jovem a emoção. “Foi surpreendente, ver os jovens e voluntários emocionados, muito chorando. De fato, foi uma beleza única, vivida naquele momento quando percebemos e compreendemos o amor de Cristo e o verdadeiro sentido da comunhão entre irmãos”, afirmou Dom Gregório frisando que cada momento da JDJ foi uma experiência única na vida de todos, como o momento de penitência no Poço Bento, a adoração ao Santíssimo Sacramento, o momento Mariano e o festival da juventude.

De acordo com os coordenadores, foram mais de 700 jovens de todas as paróquias da Diocese e ainda contou com a presença de jovens vindos de outras regiões do Estado do Rio. “Esta segunda Jornada foi uma grande graça. Vimos a reação dos jovens que vieram conviver estes dias com Jesus Cristo e a certeza que estão preparados para realizar um trabalho missionário. São muitos jovens reunidos aqui vivendo a alegria deste encontro com Cristo e me sinto muito feliz por conviver estes dias com os jovens”, afirmou o bispo.

Dom Gregório Paixão afirmou que a Diocese está de portas abertas para juventude e que cumpram em suas vidas o que diz o tema da Jornada: sejam corajosos, firmes na fé e não tenham medo de viver no mundo a alegria de estar junto a Cristo. Para o bispo diocesano a Jornada foi muito mais do que um evento, foi o encontro de pessoas que se amam como família, vivendo a experiência do encontro com Jesus Cristo.

Durante os quatro dias da JDJ/2018, os jovens tiveram a oportunidade de conviver de perto com cantores católicos como Dunga, Eugênio Jorge, Cosme, Colo de Deus, Márcio Pacheco, Celina Borges, Emanuel Stênio e Olivia Ferreira. A Jornada contou ainda com a participação dos cantores católicos da Diocese: Marcela Siesler, Eder Souza, Jorge Mongó e tantos outros. Eles proporcionaram aos jovens momentos de grande beleza espiritual, lazer e música, levando todos a manifestar a alegria de Jesus Cristo.

A jovem Sabrina, coordenadora do grupo de Formação de Adolescente Cristão (FAC) da Paróquia Nossa Senhora de Piedade, disse que a experiência da JDJ/2018 foi muito importante, principalmente a convivência com pessoas de outras paróquias e quer levar esta experiência da comunhão para o trabalho com os adolescentes do FAC.

Isabela Tedesco, da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Piabetá, disse que a JDJ tocou o seu coração desde a primeira jornada, que aconteceu em 2015 em Petrópolis. “Quis reviver toda aquela experiência novamente e por isso me escrevi para participar desta jornada. Uma coisa que aprendi nestes dias é a importância de ser caridoso, pois Cristo nos ensina o quanto é importante estar em comunhão com os irmãos, pois Jesus nos ensina que devemos ser generosos, bondosos e viver o amor verdadeiro que é Deus. Quero levar isto para minha família e para todas as pessoas com quem vou conviver”, afirmou Isabela.

A JDJ/2018 contou com muitos voluntários das paróquias do Decanato São José de Anchieta e dos movimentos e pastorais que se organizaram para ajudar durante a jornada. O cursilhista Pedro Paulo é um dos voluntários que atuou na JDJ e para ele foi uma grande alegria contribuir com a Jornada para os jovens. “É muito bom participar deste evento e ver este colorido de jovens é uma grande alegria. Todos os movimentos estão envolvidos para organizar este encontro para juventude da Diocese. Existe um lema que diz, a juventude é o futuro e aqui está a juventude, por isso é muito importante promover a evangelização”.

Padre Leonardo Santos, um dos organizadores da JDJ/2018, disse que a jornada foi uma grande graça de Deus, desde o primeiro dia até a missa de encerramento. Ele destacou o quando foi importante ver os jovens participando de todos os momentos da JDJ e na sua avaliação, a organização foi excelente e todas as dificuldades foram superadas confiando sempre em Deus e na Virgem Maria e contando com a disponibilidade de todos os envolvidos. “Viver esta jornada junto com os jovens foi renovar a alegria que existe dentro de nós e por isso vale a pena todos os esforços para proporcionar momentos como este em nossa Diocese”, afirmou Padre Leonardo.

Acabou a programação religiosa, mas a Jornada Diocesana da Juventude – Magé 2018 continuará no coração dos jovens de todos os Decanatos da Diocese de Petrópolis. No último dia das atividades, mais de 8500 jovens cataram, louvaram e se alegraram com o Show Adorai.
O momento reuniu no mesmo palco os cantores e as bandas católicas: Celina Borges, Colo de Deus, Marcela Siesler, Eugênio Jorge, Emanuel Stênio, Márcio Pacheco e Olivia Ferreira. Após o momento festivo, o Santíssimo e Diviníssimo Sacramento se fez presente no meio da juventude transbordando graças no coração dos jovens vocacionados da Diocese. Ao final do evento, a missa campal de encerramento foi presidida pelo Bispo da Diocese de Petrópolis, Dom Gregório Paixão, OSB, que anunciou o próximo local da JDJ: a cidade de Teresópolis.
O espaço aberto em frente a Igreja Matriz Nossa Senhora da Piedade ficou tomado de jovens que aguardavam ansiosos o Show Adorai. Após o início das apresentações artísticas ninguém ficou parado. Os participantes da JDJ pularam e cantaram sucessos católicos, como “Derrama o teu amor aqui”, da cantora Celina Borges. Até o Bispo da Diocese de Petrópolis, Dom Gregório Paixão, OSB, rendeu-se a alegria da juventude e assistiu todo o show no meio de todos os participantes. O momento mostrou a força da juventude diocesana que se faz viva no seio da igreja.
 
Após o momento alegre, os corações começaram a ficar em sintonia contemplativa, preparando-se para o início da Santa Missa. Em sua homilia, o bispo refletiu sobre a continuidade de nossa espiritualidade:
“Aqui não está o fim, mas o início da nossa caminhada. Que possamos sair daqui com a certeza de que não estamos sozinhos, pois o Senhor está conosco e, também, podemos contar com todos os que estão ao nosso lado. Peço, em meu nome e em nome da Diocese, que vocês sejam verdadeiramente pessoas que ajudem o próximo. Que estejam dispostos a sempre dar o pão ao mais necessitado, mas não apenas o físico, mas, principalmente, o espiritual”, disse.
Leia mais sobre a JDJ/2018 Magé acessando o site https://www.jdj2018mage.com.br

QUI 26 JUL

ESCOLA MUNICIPAL DESEMBARGADOR OSWALDO PORTELA – 5

(antigo Colégio Cenecista Dedo de Deus)

[Rua Idalina Monteiro, 66 – Centro – Próximo da Banca de Peixe]

09h às 18h

Entrega de credenciais, kits e recebimento de malas dos jovens acolhidos

QUADRA DA MATRIZ – 1

[Rua Padre Anchieta, nº 256, Centro]

18h – Dunga

19h – Santa Missa de abertura, presidida por Dom Gregório Paixão, OSB

SEX 27 JUL

PARÓQUIAS ACOLHEDORAS

08h às 12h30

– Santa Missa

– Trabalho Caritativo

– Almoço

POÇO BENTO – 6

[Estrada da Piedade, no bairro Piedade]

*Programação exclusiva aos jovens inscritos

14h  às 20h

– Celebração Penitencial e Confissões

– Atividades esportivas e recreação

– Cosme

– Via-Sacra

SÁB 28 JUL

QUADRA DA MATRIZ – 1

[Rua Padre Anchieta, nº 256, Centro]

*Programação exclusiva aos jovens inscritos

Os locais são definidos por número de inscrição :  de 001 a 150.

08h às 12h – CATEQUESE

– Dom Gregório Paixão OSB

– Ministério Porta do Céu

– Almoço

COLÉGIO ESTADUAL DE MAGÉ – 2

[Rua Comendador Reis, s/n, Centro]

*Programação exclusiva aos jovens inscritos.

Os locais são definidos por número de inscrição : de 151 a 300.

08h às 12h – CATEQUESE

– Pe. Tiago Rio

– Eduardo Soares e Rominho

– Almoço

COLÉGIO ESTADUAL VISCONDE DE SEPETIBA – 3

[Praça da Bandeira, nº 308, Centro]

*Programação exclusiva aos jovens inscritos.

Os locais são definidos por número de inscrição : de 301 a 450.

08h às 12h – CATEQUESE

– Pe. Julinho

– Heder e Roberta Caver

– Almoço

14h30 às 17h30 – CINEMA

*Programação exclusiva aos jovens inscritos.

Livre para todos os inscritos, independentemente de código de inscrição.

– Filme

CEM – CENTRO EDUCACIONAL MAGEENSE ACADÊMICO – 4

[Av. Simão da Motta, nº 323 – Vila Esperança]

*Programação exclusiva aos jovens inscritos.

Os locais são definidos por número de inscrição : de 451 a 650.

08h às 12h – CATEQUESE

– Pe. Gabriel Costa

– Juliana Limah e Marcela Siesler

– Almoço

14h30 às 17h30 – FESTIVAL DA JUVENTUDE

QUADRA DA MATRIZ – 1

[Rua Padre Anchieta, nº 256, Centro]

*Programação exclusiva aos jovens inscritos

14h30 às 17h30 – POCKET SHOW

– Entre amigos [Cantores da Diocese]

– Missão Rio de Deus

COLÉGIO ESTADUAL DE MAGÉ – 2

[Rua Comendador Reis, s/n, Centro]

*Programação exclusiva aos jovens inscritos

14h30 às 17h30 – CAFÉ COM O AUTOR

– Ângela Isnard [irmã do Servo de Deus Guido França Vidal Schaffer]

– Anselmo Bastos

IGREJA MATRIZ NOSSA SENHORA DA PIEDADE – 7

[Rua Padre Anchieta, nº 256, Centro]

14h30 às 17h30 – EXPOSIÇÃO DE ARTES SACRA

Obs.: entrada pela lateral da igreja

QUADRA DA MATRIZ – 1

[Rua Padre Anchieta, nº 256, Centro]

18h – MOMENTO MARIANO – Comunidade Magnificat

19h às 21h – VIGÍLIA

– Comunidade Mater Dolorosa

– Emanuel Stênio

– Eugênio Jorge

– Procissão

– Bênção final e encerramento na PRAÇA DA PREFEITURA

DOM 29 JUL

PARÓQUIAS ACOLHEDORAS

07h – Saída para Centro de Magé [LEVAR AS MALAS]

OBS.: Os acolhidos deverão deixar as malas na

ESCOLA MUNICIPAL DESEMBARGADOR OSWALDO PORTELA – 5

(antigo Colégio Cenecista Dedo de Deus)

[Rua Idalina Monteiro, 66 – Centro – Próximo da Banca de Peixe]

QUADRA DA MATRIZ – 1

[Rua Padre Anchieta, nº 256, Centro]

09h às 12h – TENDA JOVEM

– Emanuel Stênio

– Dom Gregório Paixão OSB

– Missão Rio de Deus

– Almoço

COLÉGIO ESTADUAL DE MAGÉ – 2

[Rua Comendador Reis, s/n, Centro]

09h às 12h – TENDA FAMÍLIA

– Casais Restaurados

– Eugênio Jorge

– Jorge Mongó

– Almoço

COLÉGIO ESTADUAL VISCONDE DE SEPETIBA – 3

[Praça da Bandeira, nº 308, Centro]

09h às 12h – TENDA ADORAÇÃO

– Juliana Limah e Naldinho

– Celina Borges

– Márcio Pacheco

– Almoço

CEM – CENTRO EDUCACIONAL MAGEENSE ACADÊMICO – 4

[Av. Simão da Motta, nº 323 – Centro]

09h às 12h – TENDA MARIANA

– Olivia Ferreira

– Marcela Siesler

– Comunidade Mater Dolorosa

– Almoço

PÁTIO DA IGREJA MATRIZ DE N. SRA. DA PIEDADE – 8

[Rua Padre Anchieta, 256, Centro]

14h – SHOW ADORAI

– Colo de Deus

– Marcela Siesler

– Eugênio Jorge

– Márcio Pacheco

– Celina Borges

– Emanuel Stênio

– Olivia Ferreira

16h – MISSA de enceramento presidida por Dom Gregório Paixão, OSB

*Para as programações exclusivas aos inscritos serão vendidas entradas durante as atividades para o público espontâneo.

Nos casos eventuais que os inscritos não compareçam para a retirada do kit e ou credencial na quinta-feira 26, eles estarão disponíveis na secretaria da Igreja Matriz Nossa Senhora da Piedade, das 09h às 12h.