Dom Gregório Paixão celebra Vigília Pascal na Paróquia São Judas Tadeu

Clique na imagem e veja outras fotos

O Bispo Diocesano, Dom Gregório Paixão, presidiu a Vigília Pascal na Paróquia São Judas Tadeu, na Mosela, quando exortou os fiéis a deixarem ressoar em suas vidas “a alegria da ressurreição do Senhor”.

A Vigília Pascal, concelebrada pelo pároco, Padre Rogério Dias, teve início no pátio da escola São Judas Tadeu, onde aconteceu a bênção do fogo e a preparação do círio pascal. Em seguida, todos entraram na igreja, iluminada pela chama do círio que acendeu as velas dos fiéis.

Durante a celebração, Dom Gregório também conferiu os sacramentos do Batismo, Crisma e Eucaristia a dois jovens catecúmenos que no último ano se prepararam para este momento vivido na comunidade.

Em sua homilia, o Bispo Diocesano comentou o Evangelho que relata o episódio em que as três mulheres vão ungir o corpo de Jesus e, pelo caminho, se perguntam quem tirará a pedra que fechava o túmulo, a qual já tinha sido retirada quando chegaram.

“Na vida, encontramos muitas pedras pelo caminho, muitas dificuldades. Quem pode nos ajudar a tirar as pedras do caminho?”, questionou.

O Bispo explicou que a pedra referida no Evangelho não se trata apenas daquela “que tinham colocado na porta do túmulo, mas também outra pedra que tinham colocado na vida daquelas mulheres, dos apóstolos e de todos os seguidores de Jesus”, isto é “a morte de Jesus”.

“Ainda não tinham compreendido que Deus, no seu infinito amor haveria de se entregar totalmente pela nossa salvação”, assinalou, ressaltando que “a última palavra dada à humanidade não é a morte, não é a tristeza, não é aquela daqueles que se unem para gerar tristeza na vida das pessoas”.

Conforme assinalou Dom Gregório, “a última palavra dada à humanidade é a palavra da vida, da alegria, da ressurreição, porque este é o projeto de Deus para todas as pessoas do mundo, este é o projeto de Deus para toda a humanidade”.

“Em nós, deve ressoar nesta noite a alegria da ressurreição do Senhor. A pedra foi removida, o Senhor ressuscitou e esta é a graça que deve nascer em nosso coração. A pedra foi removida e é o Senhor que vai nos ajudar a carregar as pedras que vão aparecendo”, expressou.

Por isso, segundo o Bispo, “o Senhor fala ao mais profundo dos nossos corações e nos pede para que nós sejamos mensageiros dessa alegria, dessa paz, dessa verdade que é definitiva”.

“O que estamos celebrando é a verdade, um fato que aconteceu a mais de dois mil anos atrás, mas que se realiza hoje na minha vida e na sua vida se nós traçarmos verdadeiramente a ressurreição de Jesus Cristo em nosso viver. Se assim for, as pedras serão removidas, a vida nova virá para toda a humanidade e Ele, o ressuscitado, Aquele que é o Senhor, reinará sobre todos nós”, completou.

Ao final Missa, o pároco, Padre Rogério Dias, agradeceu a toda a comunidade, que se empenhou para a realização das celebrações da Semana Santa, e também a Dom Gregório Paixão, por ter ido celebrar a Vigília Pascal com os paroquianos da Mosela.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.