Notícias › 24/08/2015

Diocese recebe imagem peregrina de Aparecida

Um ano na presença da Mãe Aparecida, assim serão os próximos dias na Diocese de Petrópolis, que acolheu a imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida no domingo, 23 de agosto, durante o Congresso Vocacional, em Teresópolis.  A imagem passará uma semana em cada Paróquia, como parte do projeto Rota 300, promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), juntamente com o Santuário de Aparecida. (Confira aqui toda a programação)

“O projeto Rota 300 é uma iniciativa da CNBB juntamente com o Santuário de Aparecida para comemorar de modo bem ativo e missionário os 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida. Dentro desse contexto, foi pensado o projeto Rota 300, que prevê três eixos de ação: missão, incluindo a espiritualidade e a formação dos jovens; acompanhamento, com formação e identificação dos assessores adultos para acompanhar a juventude; e o próprio espaço do setor juventude, como esse ambiente de diálogo e de encontro dos jovens, de elaboração de propostas e desafios da evangelização”, explica o seminarista Antônio Araújo, conhecido como Toni.

Cada Paróquia terá liberdade para preparar sua programação ao receber a imagem peregrina. O setor Juventude dá apenas algumas propostas para as atividades a serem desenvolvidas. “Algumas sugestões para a Diocese de Petrópolis são: missão com formação – formar os jovens dentro daquilo que tem mais atacado a nossa juventude, como as questões das drogas e da sexualidade; falar um pouco do sentido da família, que hoje é muito atacada; e também promover diversas ações missionárias e espirituais, não só aquela missão de porta em porta – isso também é muito importante –, mas aquela missão de estar juntos àquelas pessoas de comunidades mais carentes, das comunidades mais esquecidas inclusive das nossas próprias ações pastorais, pois precisamos ir ao encontro daqueles que estão mais afastados”, diz o seminarista.

De acordo com Toni “Isso também é um atendimento ao apelo do Santo Padre, o Papa Francisco, que é essa Igreja em saída, estar junto às pessoas, levar a Palavra de Deus, com a Imagem peregrina – Nossa Senhora conduzindo todos esses momentos. Então, a proposta é Lectio Divina, oração do Santo Terço, levar essa imagem não só às comunidades carentes, mas também aos hospitais, creches, orfanatos, tudo relacionado àquele território paroquial, inclusive presídios, delegacias, casas de recuperação para dependentes químicos. É interessante que o jovem entre nessa realidade e possa contribuir com essa missão, pela interseção de Nossa Senhora”.

Acolher a imagem peregrina durante o Congresso Vocacional não estava na programação, mas, por providência divina as datas coincidiram. Para Toni, agora, é preciso colocar essa providência nas mãos de Nossa Senhora.  “Para nós, isso teve contexto especial, porque nossa primeira vocação é à santidade e, quando estamos transbordando de Deus – porque santidade é esse tempo de comunhão com Deus, que vai durar toda a eternidade –, esse transbordar de Deus deve nos levar a uma atitude concreta que é fazer missão, que é evangelizar e fazer com que essa alegria também transborde de nós para os outros. E Nossa Senhora vai nos acompanhar nessa missão, que é de cada uma de nós, batizados, fiéis à Igreja Católica”.

Essa observação é corroborada pelo Bispo Diocesano, Dom Gregório Paixão, OSB, para quem a peregrinação de Nossa Senhora Aparecida pelas Paróquias dirá aos fiéis “olhe, aqui está alguém que foi feliz porque fez a vontade de Deus; aqui está alguém que, aberta à obra do Senhor, foi capaz de se rejubilar pela graça que Dele recebi e dei para todos, que é o próprio Filho de Deus”.

“Então, se o Pai foi capaz de colocar em nossas próprias mãos o Seu Filho, nós também podemos chamar Nossa Senhora de Mãe. Ouvimos aquela palavra que Isabel disse no capítulo segundo do Evangelho de Lucas: ‘Como pode vir a mim a Mãe do meu Senhor’. Naquele momento, ela proclamava Maria Mãe de Jesus e também nossa. Então, é uma graça mais que especial que essa imagem peregrine por toda a Diocese e que nós aprendamos com Nossa Senhora a sermos discípulos e missionários de Seu Filho, mas também de Seu Deus, Jesus Cristo”, declarou o Bispo.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.