Diocese, Notícias › 05/08/2017

Diocese discute a Base Nacional Comum Curricular

O professor Felipe Nery e Leandro Soares coordenador do Simpósio

Pais, professores, religiosos e a população em geral deveriam acompanhar com atenção o desenrolar da aplicação da Base Nacional Comum Curricular – BNCC. Até porque se trata da normatização proposta pelo Estado para o processo de aprendizado dos cidadãos, apontado diretamente para o sistema educativo. Pensando nisso e buscando esclarecer pontos considerados conflitantes dentro da normatização, a  Comunidade Mãe do Verbo Divino, em conjunto com toda a o Diocese de Petrópolis, realiza o Simpósio “Base Nacional Comum Curricular: o que é? Quais são as perspectivas? O que se pretende e o que Muda?”. O evento acontece no dia 2 de setembro, das 8h às 17h, no Centro Pastoral e Social da Paróquia de Santo Antônio, no bairro do Alto, em Teresópolis. Os palestrantes são os professores Felipe Nery e Andreia Medrado, referências nacionais no assunto.

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC), como o nome indica, é a tentativa de se criar um alicerce para se normalizar a sociedade a partir da aprendizagem de seus cidadãos, tendo o sistema educativo como instrumento. A BNCC estabelece “conhecimentos, competências e habilidades”, bem como “princípios éticos, políticos e estéticos, direcionando a educação brasileira para a formação humana integral e para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva”.

“O Brasil já dispõe da Lei de Diretrizes e Bases (LDB) e dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN), por quê uma Base Comum Curricular? Penso que um currículo único imposto pelo estado fere diretamente o espírito democrático, da qual a Educação tem papel fundamental em informar sobre o livre pensamento, os conteúdos diferentes. Isso tudo precisa ser discutido com a população, principalmente com os protagonistas da Educação, sejam pais, instituições”, avalia Leandro de Souza Soares, fundador da CMVD e organizador do simpósio.

“O Papa João Paulo II nos disse que o futuro da humanidade passa pela família. Você conseguiria imaginar uma criança crescendo sem alguém que pudesse orientá-la de forma honesta? Atualmente presenciamos uma gama de pessoas que querem denegrir e prejudicar essa instituição divina que é a família”, completa o Padre Leonardo Tassinari, decano de São José de Anchieta – Magé – também da organização. “Por isso convidamos pais, professores, religiosos e população em geral para participar conosco desse simpósio”, convoca.

O Centro Social e Pastoral Santo Antônio fica na Avenida Oliveira Botelho, 620 – Alto de Teresópolis. As inscrições podem ser feitas através do site http://diocesepetropolis.com.br/especiais/simposio, onde estão também mais informações sobre o evento. Será cobrada contribuição de R$ 10 para a manutenção do evento. O almoço não estará incluso na contribuição.

Os palestrantes

A plenária do Simpósio contará com dois especialistas no assunto. O professor Felipe Nery é pedagogo, orientador familiar e diretor do Colégio São José da Divina Providência, em Osaco (SP). É o presidente do Instituto Sophia Perennis, de consultoria pedagógica; Ex-diretor do colégio de São Bento; Professor do curso de pós-graduação em Matrimonio y Familia de la Facultad de Derecho de la Universidad Católica Santo Toribio de Mogrovejo (Perú – Lima); Presidente do Observatório Interamericano de Biopolitica e Rede Nacional de Direitos e Defesa da Família; Conferencista em mais de 550 palestras em seminários, congressos e eventos diversos nacionais e internacionais, passando por países como Equador, Peru, México, Argentina, Paraguai, Panamá, Espanha, etc. Também é membro da Comissão Latino-americana de entidades de família na OEA (Organização dos Estados Americanos).

A professora Andréia Medrado é licenciada em Letras, professora da Rede Pública Estadual – SP, secretária do Observatório Interamericano de Biopolítica; membro conferencista da Rede Vida e Família – ViFam; coordenadora do Educar sem Crise – Professores por uma educação pela verdade.

 

Texto – André Oliveira
Jornalista MTb 33922/RJ
algoliveira@gmail.com
Fotos – Pascom / Diocese de Petrópolis

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.