Diocese, Notícias › 17/07/2018

Congresso do Apostolado da Oração da Diocese de Petrópolis

09 07 2018 Congresso Diocesano do Apostolado da Oração

Clique na imagem e veja o álbum de fotos

Com mais de 100 anos de existência em Petrópolis, no dia 8 de julho, aconteceu pela primeira vez o Congresso Diocesano do Apostolado da Oração, reunindo cerca de mil membros. O encontro aconteceu no Ciep da Posse, organizado pelo diretor espiritual do Apostolado, Padre Ludemir Leonardo Teodoro, Pároco da Paróquia São João Batista, na Posse, Decanato Nossa Senhora do Amor Divino.

A missa de encerramento do Congresso foi celebrada pelo Vigário Geral da Diocese, Monsenhor Paulo Daher, que não escondeu sua alegria em ver todos os grupos do Apostolado de Oração reunidos na Posse. Ele, após algumas manifestações, afirmou “o bispo acertou ao escolher Padre Ludemir como diretor espiritual do Apostolado” e disse a todos os participantes “sejam perseverantes. Vou levar ao bispo a alegria de vocês”.

O congresso teve uma palestra com o coordenador diocesano da Renovação Carismática, Naldinho, que falou sobre a devoção ao Sagrado Coração de Jesus e as 12 promessas, e um testemunho de uma senhora, curada do câncer por meio da oração e confiança em Deus. Padre Ludemir, além da palestra pela manhã, quando incentivou os membros do Apostolado da Oração e continuar sua caminhada e a buscar aqueles que estão afastados, conduziu a adoração ao Santíssimo Sacramento.

O encontro foi marcado pela alegria e compromisso de todos os membros do Apostolado da Oração em fazer com que este movimento seja mais vivo e presente do que nunca na Diocese de Petrópolis. O Apostolado da Oração tem 174 anos e na Diocese de Petrópolis, alguns grupos já celebraram o seu centenário. Este é o caso do grupo da Paróquia São José, em São José do Vale do Rio Preto e no próximo ano, o grupo da Paróquia São Pedro, distrito de Pedro do Rio em Petrópolis, celebra o seu centenário.

Ao longo destes anos são muitos os testemunhos de graças conquistadas pela oração dos membros do Apostolado da Oração. A mais recente, foi testemunhada pelo Administrador Paroquial Nossa Senhora de Lourdes, em Araras (Petrópolis/RJ), Padre Alexandre Brandão, durante a primeira missa de retorno ao sacerdócio do Padre Guilherme Silva dos Santos, no dia 3 de julho. “Nosso Apostolado da Oração nasceu para rezar e hoje trouxeram a imagem de São José, pois você é fruto desta oração e desde o ano passado eles estavam rezando deles e você é fruto desta oração”, comentou Padre Brandão.

Missão: sustentar a Igreja pela oração

Com mias de 50 anos participando do Apostolado da Oração, Sebastião Jorge, da Paróquia São João Batista, disse que encontros como o Congresso Diocesano do Apostolado é muito importante para os católicos. “É muito importante, acho muito bom, pois o Apostolado representa muito para mim e lembro sempre da minha mãe que participou por mais de 60 anos. As pessoas devem conversar com o padre e participar”, comentou, afirmando que “o católico não pode ficar apenas no banco assistindo, tem que participar fazer alguma coisa na Igreja”.

Ilda da Rocha, da Paróquia São José em São José do Vale do Rio Preto, disse que o Apostolado é maravilho, principalmente por causa da devoção ao Coração Misericordioso de Jesus. “Temos que participar e fazer com que as pessoas conheçam Jesus. A vida passa tão rápida e precisamos fazer com que a mensagem de Cristo seja conhecida por todas as pessoas”, afirmou Ilda.

Assim como a maioria dos membros do Apostolado da Oração, Padre Ludemir Teodoro contou que desde criança sempre foi atraído por esta devoção e por isso, agora como sacerdote pediu a Dom Gregório Paixão (OSB), bispo da Diocese de Petrópolis, para ser o diretor espiritual e ficou muito feliz quando recebeu a confirmação de sua nomeação para acompanhar o Apostolado da Oração.

Sobre o Congresso Diocesano, Padre Ludemir disse que o objetivo foi mostrar para toda Diocese que o coração de Jesus deseja que tantos irmãos e irmãs tornem o seu coração conhecido e amado por todos. “O Apostolado na Diocese é muito grande e o desejo de reunir as pessoas foi para que possamos ganhar força dessa misericórdia e deste coração imenso de Jesus para anuncia-lo a todas as pessoas”, explicou.

Padre Ludemir lembrou que o movimento é antigo e sua importância vem do seu próprio nome, apóstolos da oração. Ele lembra que por meio da oração o Apostolado da Oração sustenta a Igreja, sustentam o Papa, os bispos e padres e todos os trabalhos da Igreja. “Pela vida de oração e da intimidade com Deus, sustentam a igreja”, afirmou Padre Ludemir.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.