Notícias › 21/09/2015

Congresso da Pastoral da Educação reúne 540 professores

A Pastoral da Educação da Diocese de Petrópolis promoveu no dia 19 de setembro, na Universidade Católica de Petrópolis (UCP), o X Congresso Diocesano, reunindo 540 professores de 11 municípios, sendo que a maioria era de Petrópolis (462). O tema do congresso foi “O mestre ilumina e fortalece os valores da vida”, apresentado pelo professor e pensador, Celso Antunes.

Em sua colocação, o pensador ressaltou a importância do professor como agente para transmitir aos alunos bons valores e procurou mostrar como se pode trabalhar o conhecimento, despertando nos alunos o interesse pelo aprendizado. Pelo segundo ano, ele participou do encontro e manifestou sua alegria por poder passar sua experiência, seu conhecimento para profissionais de educação num ambiente católico.

Clique na imagem e veja outras fotos

Clique na imagem e veja outras fotos

Dom Gregório Paixão, OSB, Bispo da Diocese de Petrópolis, esteve presente durante todo o Congresso da Pastoral da Educação, manifestando sua alegria pela participação de tantos professores. Ele disse que estes encontros são momentos para que, aqueles que trabalham na área da educação possam se enxergar como profissionais, como pessoas que labutam o tempo todo com a pessoa humana e que não estão sozinhos.

“Um Congresso como este cria laços e mostra que não estamos sozinhos e de modo especial nos coloca na ativa para levar não apenas um conteúdo, mas transformar a vida daqueles que nos foram colocadas em nossas mãos. O congresso trata de valores e gera potencializar a vida, o trabalho, o testemunho dos professores, que deve ser um testemunho cristão dentro da sala de aula e na vida”.

Formação dos professores é prioridade

O encontro foi organizado pela equipe diocesana da Pastoral da Educação, que tem a frente o vigário geral da Diocese, Monsenhor Paulo Daher e a professora Maria Nilva, com apoio da Editora Vezes, representada no evento pelo seu presidente, Frei Antônio Moser. O representante da Pastoral da Educação do Regional Leste 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (Leste1-CNBB), professor Sergio Maia também manifestou sua satisfação por ver tantos profissionais da educação reunidos em Petrópolis.

Irmã Irma, que há muitos anos trabalha na direção da Creche São José, no Itamarati chamou atenção para necessidade de ter professores bem preparados para trabalhar com a criança nos primeiros anos de vida dela na escola. “Vejo estes encontros como um grande fortalecimento e um recomeçar a pensar a educação, principalmente para educação infantil, onde precisamos de pessoas preparadas, por que é a primeira infância e se colocamos coisas boas para as crianças, teremos no futuro um país melhor”.

O professor Sergio Maia disse que são ao todo 206 escolas católicas no Estado do Rio, onde está um grande número de professores, frisando que na rede pública o número de professores cristãos é muito maior. Por causa desta situação, a Pastoral da Educação no regional, articulada há 12 anos definiu três eixos de atuação: Formação, Articulação e Comunicação.

“A formação está sendo desenvolvida com um trabalho junto aos professores. A Igreja percebeu a necessidade da formação do docente. É o professor que sustenta a educação. Podemos ter excelentes planos, política pública muito boa, projetos pedagógicos excelentes, mas se o professor não estiver preparado nada funciona”, frisou o representante do Leste 1.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.