Liturgia › 11/07/2017

Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos

A Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos, (Congregatio de Cultu Divino et Disciplina Sacramentorum), resulta da fusão de dois dicastérios originariamente autônomos: a Congregação para o Culto Divino (instituída, com tal denominação do Papa Paulo VI com a Constituição Apostólica Sacra Rituum Congregatio de 8 de maio de 1969) e a Congregação para a Disciplina dos Sacramentos (instituída com tal denominação pelo Papa Pio X com a Constituição Apostólica Sapienti Consilio, de 29 de junho de 1908).

Jà unificada pelo Papa Paulo VI com a Constituição Apostólica Constans nobis studium de 11 de julho de 1975 e com a denominação Sacra Congregatio pro Sacramentis et Cultu Divino, os dois referidos dicastérios foram restituídos na sua autonômia e com as respectivas denominações: Congregação para os Sacramentos e Congregação para o Culto Divino, do Papa João Paulo II com quirógrafo de 5 de abril de 1984.

Com a Constituição Apostólica Pastor Bonus, publicada em 28 de junho de 1988, o Papa João Paulo II reuniu novamente em um único dicastério com a denominação atual.

Esta Congregação tem por finalidade e competência, se ocupar de tudo que diz respeito a Sé Apostólica, a cerca da promoção e da regulamentação da liturgia e, em primeiro lugar, dos sacramentos.

Promove a ação pastoral litúrgica e tudo que está ligado a preparação e a celebração da Eucaristia, e dos outros sacramentos e dos sacramentais, no que se refere a celebração do domingo e das outras festas do Ano Litúrgico e da Liturgia das Horas.

Clique aqui e leia os documentos, normas, cartas e diversos textos sobre liturgia publicados pela Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.