Diocese, Notícias › 18/01/2021

Celebração do batismo em tempo de pandemia

A Pastoral do Batismo da Diocese de Petrópolis, por meio de seu coordenador diocesano, Diácono Permanente, Marco Aurélio de Carvalho, divulgou documento com orientações para celebrantes, agentes, pais e padrinhos para celebração do batismo.

Estas orientações tem o objetivo de contribuir com as medidas de segurança que já vem sendo adotadas pelas paróquias em todas as celebrações.

Entre as orientações está que seja realizado um ou dois batismos por celebração e que todos utilizem máscaras e demais regras de prevenção.

Veja abaixo as orientações ou clique no link para baixar o documento: Celebração do Batismo – Tempo de Pandemia – Rev.0

Pastoral do Batismo Diocesana – Ano 2021

Celebração do Batismo em tempo de Pandemia
Orientações para os Celebrantes, Agentes, Pais e Padrinhos

I – Orientações de caráter obrigatório para todos.
1. Uso de máscaras durante todo o tempo da celebração (Celebrantes, Agentes, Pais,
Padrinhos, fotografo…).
2. Higienização com Álcool gel assim que chegar para as atividades abaixo.
3. Distanciamento entre as pessoas conforme orientação dos órgãos governamentais.
4. Em todas as atividades abaixo a criança permanecerá no colo dos pais (exceção
no momento do Batismo e Ato de Devoção “Consagração” conforme orientação
dos pais).
5. Não será utilizado folheto do batismo.
6. Os celebrantes não tocarão a criança durante a celebração.
7. Recomenda-se no máximo dois agentes para ajudar a celebração.

II – Orientações aos Celebrantes, Agentes, Pais e Padrinhos e fotógrafos.
8. Recomenda-se um batismo por celebração ( no máximo dois batismos por
celebração )
9. A preparação para os pais e padrinhos neste tempo de Pandemia seja sempre
realizada pelos meios virtuais.
10.A família deverá chegar com antecedência de no mínimo 10 minutos antes da
celebração, conforme orientação da Pastoral.
11.Caso haja fotografo, o mesmo deverá observar as orientações obrigatórias a todos.
12.Durante a celebração os pais poderão ficar juntos. Os padrinhos observem o
distanciamento.
13.O sinal da cruz na fronte da criança deverá ser feito somente pelos pais. O
celebrante faz o sinal da cruz em frente a criança, sem tocar nela.
14.Recomenda-se fazer somente a proclamação do Evangelho com uma homília mais
breve.
15.As unções deverão ser feitas sem tocar a criança. Poderá ser com um cotonete (ao
qual poderá ser acrescentado em uma das pontas um pouco mais de algodão) ou
com Algodão.
Obs: Antes das unções, higienizar as mãos com álcool.
16.A Oração sobre a Água: o celebrante não tocará a água com a mão. No momento
previsto pelo ritual, o celebrante mergulha o Círio Pascal na água.

17.Durante o batizado, com autorização dos pais, a criança permanece
no colo dos padrinhos. Os pais acompanham ao lado.
18.A toalha para secar a cabeça da criança deverá ser levada pela família.
19.As velas: poderão ser levadas pelos padrinhos ou a pastoral poderá
entregar a vela. Para isso, os agentes da pastoral, higienizam as mãos
com Álcool gel, pegam a vela, higienizam a vela e entregam ao padrinho.
20.O padrinho acenderá a vela no círio pascal.
21.Se o celebrante for acender e entregar a vela, o mesmo higieniza as mãos com
álcool gél.
22.O rito da veste poderá acontecer, porem será somente rezado.
23.Sejam omitidos os ritos do Sal e do Éfeta.
24.O Ato de devoção (consagração). A madrinha ou padrinho de consagração, com
autorização dos pais seguram a criança, observando sempre o distanciamento.
25.Ao final, o celebrante higieniza as mãos e entrega o certificado de batismo a
família.
26.Logo após receber o certificado todos se retiram obedecendo o distanciamento.

Em Cristo,

Diácono Marco Aurélio de Carvalho
Coordenador da Pastoral do Batismo Diocesana

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.